‘Desindustrializou’ declara Paulo Guedes sobre a economia brasileira

Postado em: 19-05-2022 às 16h18
Por: Victória Vieira
O Ministro da Economia, Paulo Guedes, nesta quinta-feira (19/5), participou de um debate para falar sobre as Perspectivas Econômicas do Brasil | Foto: Reprodução/Gabriela Biló/Folhapress

O Ministro da Economia, Paulo Guedes, nesta quinta-feira (19/5), participou de um debate para falar sobre as Perspectivas Econômicas do Brasil, promovida pela TC Academy. Na discussão, o ministro também falou sobre o problema da queda da economia no Brasil e a hiperinflação, dando justificativa relacionas aos problemas que impossibilitaram as reformas políticas.

“Como não fizemos isso, fomos para uma hiperinflação. Queríamos fazer a reforma da Previdência, mas chegou a covid-19 e nós voltamos aos programas sociais”, enfatizou. “Pela primeira vez, em 40 anos, reduzimos o IPI. Estamos transformando o excesso de arrecadação em menos impostos”, exclamou Guedes sobre a questão dos IPIS, que são os Impostos sobre Produtos Industrializados.

Segundo o Ministro da Economia, a indústria não superou o estatismo, ou seja, o Estado atuou com setores de produção e de serviços, participando efetivamente nas ações econômicas, por isso, a redução dos IPIS. Entretanto, ainda hoje, o PIB, Produto interno Bruto, teve um aumento de 1,5%, saindo de 6,55% para 7,9%, na projeção da inflação, de acordo com o Boletim Macrofiscal juntamente com a Secretaria de Política Econômica do Ministério da Economia.

Afim de dar destaque ao governo atual, Paulo Guedes compartilhou também sobre o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda (BEM), criado para reduzir demissões durante a pandemia.

Compartilhe: