Goiânia realiza 20ª edição da Feira dos Aposentados, nesta quarta-feira

O tema dessa edição é a cor violeta, que remete ao Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa

Postado em: 29-06-2022 às 08h10
Por: Rodrigo Melo
O tema dessa edição é a cor violeta, que remete ao Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa | Foto: Secom

A Prefeitura de Goiânia realiza, nesta quarta-feira (29/6), a 20ª edição da Feira dos Aposentados do GoiâniaPrev (Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Goiânia). A ação reúne 24 expositores à porta do instituto localizado na Rua B, 155, no Setor Oeste, das 08h às 13h30.

Durante toda a manhã, aposentados e pensionistas comercializam alimentos, produtos naturais, semijoias, artesanato, roupas, variedades e banca de brechó. As bancas são abertas à visitação de servidores e população em geral.

O projeto foi criado em 2019 pela Junta Médica do instituto para aposentados e pensionistas da administração municipal. De acordo com a pasta, o objetivo principal, mais do que a simples comercialização de itens, é promover a socialização, economia criativa e criação de vínculos sociais.

Continua após a publicidade

A feira é realizada mensalmente, sempre alinhada às respectivas campanhas de conscientização e prevenção. O tema de amanhã, por exemplo, é a cor violeta, que remete ao 15 de junho, Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa.

Goiânia já registra mais de 400 denúncias de violência contra idosos

Região metropolitana de Goiânia registrou 420 denúncias de violência contra idosos até o dia 3 de junho deste ano. Durante a pandemia houve aumento no número de casos, de acordo com dados do Disque Direitos Humanos , órgão do Ministério da Justiça, a prática dos crimes contra os idosos aumentou 60% conforme ressalta a agente da Deai, Alyne Barça. 

Segundo a agente, a delegacia recebe vários crimes praticados contra idosos como violência física, financeira, emocional, abandono, psicológico, sexual e medicamentosa. “Eu quero alertar a toda a população para qualquer suspeita de prática do crime para que denuncie. O anonimato é preservado e nós precisamos de denúncia para saber que o idoso é vítima de um crime porque na maioria das vezes eles não relatam”.

Veja Também