Fontes renováveis devem aumentar na matriz energética em 2022, diz MME

: De acordo com o boletim, o consumo final e total de energia deve chegar a 2,5%

Postado em: 19-08-2022 às 09h08
Por: Ana Bárbara Quêtto
O hidrogênio é uma das novas fontes de energia alternativa mais promissoras no mundo, atualmente | Foto: Reprodução

Segundo o levantamento divulgado pelo Ministério de Minas e Energia (MME), referente ao mês de maio, a Oferta Interna de Energia (OIE) deverá crescer menos que o consumo final de energia nos setores econômicos.

Para o Boletim Mensal de Energia, isso ocorrerá devido à redução das perdas de energia na geração termelétrica, decorrente da “recuperação da geração hidráulica”, após apresentar queda de 8,5% em 2021.

Com isso, espera-se que, ainda este ano, as fontes renováveis aumentem sua participação na matriz elétrica. O MME projeta que a OIE aumente cerca de 1,3%, com 305,1 milhões de toneladas equivalente de petróleo. Além disso, 46,4% de fontes renováveis, em relação a 2021.

Continua após a publicidade

De acordo com o boletim, o consumo final e total de energia deve chegar a 2,5%, devido a expansão da participação hidráulica. Esse documento mensal, que acompanha variáveis energéticas e não energéticas,  tem como objetivo estimar  o comportamento mensal e acumulado da demanda total de energia do país.

“Para a Oferta Interna de Energia Elétrica (OIEE), espera-se o aumento de 3% na matriz energética brasileira, sendo as fontes de energia renováveis responsáveis por mais de 84% da geração elétrica”, informou o MME, referindo-se aos dados específicos para avaliação da oferta exclusivamente elétrica.

Já em relação à oferta de energia hidráulica no Brasil, o crescimento é de 8,9% no ano. Ainda conforme dados do levantamento, em comparação com maio de 2021, o consumo de eletricidade teve alta de 4,2%.

“O consumo comercial também segue em destaque, com alta de 13%; o residencial com 2,8%; e o industrial com 2,3%”, diz a nota oficial.

A publicação destaca, também, que as tarifas de energia elétrica apresentam crescimento “significativo” no acumulado do ano, quando comparado a 2021. Embora tenham apresentado recuo em abril, as tarifas ficaram “acima de 20% para cada um dos setores residencial, comercial e industrial”.

Fontes renováveis de energia

Foto: Reprodução

As fontes renováveis  de energia são consideradas inesgotáveis, pois suas quantidades se renovam constantemente. Algumas dessas fontes, no entanto, apresentam variação na geração de energia elétrica ao longo do dia, ou ano. Como por exemplo, a eólica.

A energia eólica não pode ser utilizada quando não há ventos. Assim como a solar, à noite, quando não há sol. Já no caso da fonte hídrica, podem ocorrer estiagens.

Por emitirem menos gases de efeito estufa (GEE), as fontes revitalizáveis são consideradas limpas e, por isso, estão conseguindo uma boa inserção no mercado brasileiro e mundial.

Com os alarmantes impactos do aquecimento global no mundo, causados pelas emissões de gases poluentes de fontes não renováveis – como petróleo, carvão mineral, gás natural e nuclear – as energias alternativas são cada vez mais procuradas.

Hidrogênio

O hidrogênio é uma das novas fontes de energia alternativa mais promissoras no mundo, atualmente. Apesar de ser o elemento da tabela periódica mais abundante no planeta, ele não pode ser captado diretamente na natureza e precisa ser gerado. Por isso ele é considerado uma fonte de energia secundária.

O H2 já é muito utilizado como matéria-prima em processos industriais, como na produção de fertilizantes e derivados do petróleo. Mas, só ganhou reconhecimento como fonte de energia renovável nos últimos anos.

Existem duas formas de gerar energia limpa e, logo, renovável, a partir do hidrogênio: o resultado da reação do elemento com o oxigênio (O2), que libera calor. A segunda maneira é através combustíveis, que liberam elétrons do hidrogênio para produzir uma corrente elétrica, sendo um funcionamento similar ao de pilhas.

Energia solar fotovoltavica (FV)

A energia fotovoltavica é uma fonte alternativa que permite gerar eletricidade a partir da luz do sol. Esse tipo de energia usa painéis fotovoltaicos, que utilizam células solares fabricadas com materiais semicondutores que transformam os fótons da radiação do sol diretamente em energia elétrica por meio do efeito fotovoltaico. Hoje, a tecnologia dos sistemas fotovoltaicos já é implementada em casas, empresas e indústrias brasileiras.

Veja Também