Feirão do Imposto oferece produtos sem tributos em maio

Diversos estabelecimentos comerciais de Goiânia venderão produtos com preços sem a adição dos impostos. Meta é apresentar às pessoas o quão barato seriam as mercadorias sem impostos abusivos

Postado em: 27-04-2018 às 16h40
Por: Victor Pimenta
Diversos estabelecimentos comerciais de Goiânia venderão produtos com preços sem a adição dos impostos. Meta é apresentar às pessoas o quão barato seriam as mercadorias sem impostos abusivos

Goiânia será uma das mais de 100 cidades brasileiras que
participarão da 16ª edição do Feirão do Imposto, que neste ano possui como tema
“Eficiência no uso de tributos”. Dos dias 14 a 19 de maio, diversos
estabelecimentos comerciais da capital venderão produtos com preços sem a
adição dos impostos. A data inicial do evento marca o fim dos dias trabalhados
pelos brasileiros apenas para pagar tributos.

Pães, materiais de construção, um carro, uma moto e um
apartamento estão entre os produtos que serão vendidos durante a semana. Estes
itens são oferecidos pelos parceiros do Feirão do Imposto, realizado pela
Associação dos Jovens Empreendedores e Empresários de Goiânia (AJE Goiânia) e
Confederação Nacional de Jovens Empresários (Conaje), com apoio do Movimento
Brasil Eficiente (MBE), Observatório Social do Brasil e Instituto Atlântico.

Continua após a publicidade

Segundo Marcus Siekierski, vice-presidente AJE Goiânia, o
objetivo do evento é conscientizar a população sobre a realidade tributária do
Brasil, uma vez que o país está no ranking das 30 nações com maior quantidade
de impostos, porém figura em último lugar no bom uso deste dinheiro.

Conquistas

O ano de 2012 foi especial para os organizadores do Feirão.
Por meio de campanha, foi aprovada a Lei do Imposto na Nota (12.741/12) que
determina a obrigatoriedade dos estabelecimentos informarem na nota fiscal o
valor aproximado dos impostos pagos pelo produto e/ou serviço.

A campanha deste ano, de acordo com o presidente da AJE
Goiânia, Humberto Spenciere, tem como meta apresentar às pessoas o quão barato
seriam as mercadorias sem impostos abusivos. “Falamos que é o ‘leve 1 pague 2’.
Vamos mostrar para a população que na maior parte dos produtos e serviços que
consumimos todos os dias, poderíamos estar pagando em média a metade do valor
que pagamos hoje”, alerta.

Veja Também