Anápolis bate Atlético e é finalista

De virada, tricolor derrota rubro-negro por 2 a 1 e volta à decisão do Campeonato Goiano depois de 21 anos

Postado em: 24-04-2016 às 06h00
Por: Sheyla Sousa
De virada, tricolor derrota rubro-negro por 2 a 1 e volta à decisão do Campeonato Goiano depois de 21 anos

Edivaldo Barbosa

Vinte e um anos depois de ser finalista do Campeonato Goiano, o Anápolis está de volta à decisão. Ontem à tarde, o tricolor anapolino jogava pelo simples empate para avançar à final, mas fez melhor: derrotou o Atlético por 2 a 1, no Serra Dourada, na partida da volta pela semifinal do Goianão.

O Anápolis fez por merecer a classificação. Além de marcar com eficiência o adversário, soube aproveitar as oportunidades para garantir a vaga. O rubro-negro saiu na frente com gol de Gilson Alves. Mas, na etapa final, a equipe do técnico Waldemar Lemes virou o placar com Toró (marcou um golaço) e Furlan.

Continua após a publicidade

Classificado, agora o Anápolis aguarda o vencedor do clássico entre Goiás e Vila Nova, neste domingo, no Serra Dourada, para decidir o título do Campeonato Goiano. A última vez que a equipe de Anápolis esteve na final foi em 1995, quando perdeu o título para o Vila Nova.

O jogo

Apesar de estar consciente da necessidade de vitória para avançar à semifinal do Campeonato Goiano, o Atlético começou a partida apagado diante de um adversário que demonstrava bem mais disposição. Desde quando o árbitro Elmo Rezende apitou o início do jogo, o tricolor passou a pressionar o rival, que quase sofre o gol logo a um minuto. Marcelo arrancou em jogada de contra-ataque e chutou cruzado, o­brigando o goleiro Márcio a espalmar a bola.

Aos 3, foi a vez de Lucas Sotero chutar em cima do zagueiro Marllon. Acuado, o rubro-negro somente chegou ao ataque aos 7 minutos, quando Jorginho tabelou com Edinei. O lateral bateu forte. Sorte do goleiro do Anápolis que a bola não teve a direção certa. Apesar do Anápolis ter mais posse de bola, encontrava dificuldade em superar a marcação atleticana, que abriu o placar aos 31 minutos, com Magno Cruz.

O goleiro Márcio bateu tiro de meta. Atento, o atacante Alison conseguiu desviar a bola para Magno Cruz chutar fora do alcance do goleiro – Atlético 1 a 0, aos 31 minutos. Antes, Renato Justi cobrou falta e quase surpreende o camisa 1 atleticano. Lucas Sotero, aos 31, cruzou na área e Michel Platini cabeceou para fora. Jorginho, aos 41, desperdiçou grande chance após falha de Leandro Euzébio.

Lesionado, o meia Jorginho foi substituído no intervalo por Élton no time atleticano. Lento, o rubro-negro sofreu o gol de empate aos 6 minutos. E foi um golaço! Lucas Sotero rolou para Toró encher o pé e marcar um lindo gol no Serra Dourada – 1 a 1. Desorganizado, o rubro-negro bem que tentou, mas não conseguiu reunir forças para superar o adversário, que ainda teve tempo de virar o placar.

O gol que garantiu a vitória foi aos 47 minutos. Em jogada de contra-ataque, Furlan bateu na saída do goleiro Márcio – 2 a 1. Antes, Elton chutou forte na cobrança de falta, mas o goleiro Felipe fez a defesa. 

Veja Também