Com um a menos, Atlético segura empate

Postado em: 25-06-2016 às 06h00
Por: Sheyla Sousa
Rubro-negro fica no 0 a 0 com o Paysandu, em Belém, e segue na vice-liderança da Série B

Edivaldo Barbosa

Com destaque para as defesas do goleiro Marcos, o Atlético conseguiu segurar o ímpeto do Paysandu e empatou por 0 a 0, ontem à noite, no Estádio da Curuzu, em Belém-PA, na abertura da 12ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O resultado foi bastante comemorado porque o rubro-negro jogou a maior parte da partida com um jogador a menos – Gilsinho foi expulso após reclamar da arbitragem.

Com o ponto conquistado na capital paraense, o Atlético segue na vice-liderança da Série B, agora com 22 pontos. O Paysandu, com o empate, soma 16 e volta a jogar pela competição na próximo terça-feira, contra o Goiás, no Serra Dourada. Já o Atlético irá receber, na segunda-feira (27), em Goiânia, o Criciúma. 

O jogo

Com o apoio da sua torcida, que compareceu em bom número ao Estádio da Curuzu, o Paysandu começou a partida a todo vapor. O Atlético, com isso, procurou valorizar a marcação e também buscava o gol adversário. Os rivais demonstraram muito disposição. Contudo, perderam várias oportunidades no primeiro tempo.

O Paysandu chegou primeiro ao gol adversário. Com um minuto de partida, o goleiro Marcos foi obrigado a trabalhar. O meia Ricardo Capanema avançou pela esquerda e chutou forte, obrigando o camisa nº 1 a espalmar para escanteio. Na cobrança,Lucas subiu e cabeceou com perigo. No minuto seguinte, novamente Marcos salvou o rubro-negro após cobrança de falta de Rafael Costa. 

Aos 14, Edson Ratinho cobrou falta e o goleiro atleticano rebateu. Na sobra, Leandro Cearense marcou, mas a arbitragem não validou porque o atacante estava impedido. O zagueiro Lino, aos 21, falhou e quase Fabinho Alves abre o placar após ficar cara a cara com o goleiro Marcos. O rubro-negro teve boa chance, aos 31. Em jogada de contra-ataque, Caíque tocou a bola para  Pedro Bambu cruzar na medida para Viçosa. Frente a frente com o gol, o camisa 9 desperdiçou. No lance, ele sentiu uma contusão muscular na coxa e pediu para ser substituído. Alison entrou no jogo.

O Atlético, nos minutos finais do primeiro tempo, cresceu na partida. Em jogada de contra-ataque, Magno Cruz fez assistência para Caíque. Na frente do gol, o meia bateu para fora. Por reclamação, Gilsinho foi expulso aos 43. A equipe goiana, com isso, ficou com um jogador a menos em campo.

Mesmo com um homem a menos em campo, o Atlético foi valente. O Paysandu teve mais posse de bola. O time da casa pressionava através de jogadas rápidas pelos lados do campo, mas se esbarrava no goleiro Marcos, um dos destaques dos visitantes na partida. Atento, o rubro-negro soube conter as investidas do adversário. Aos 24, Rafael Costa cobrou falta com violência, Marcos fez grande defesa. 

Foto: reprodução (Atlético Goianiense) 

Compartilhe: