Vila Nova arranca empate no clássico

Postado em: 25-06-2016 às 20h00
Por: Sheyla Sousa
Com gol do atacante Vandinho no final da partida, alvirrubro fica no 1 a 1 com o Goiás, pela Série B

Edivaldo Barbosa

O Goiás vencia o clássico contra o Vila Nova até os 48 minutos do segundo tempo, quando o atacante Vandinho aproveitou rebote e marcou o gol de empate do Vila Nova no jogo disputado ontem à tarde, no Serra Dourada, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Antes, Rossi havia balançado as redes para o alviverde.

Com o empate de 1 a 1, o Vila Nova chegou a 14 pontos na Série B e termina a rodada em 13º lugar na tabela de classificação. Já o Goiás, que vinha de duas vitórias seguidas, soma agora 12 pontos – está em 15º lugar, a dois pontos da zona do rebaixamento à Série C do Brasileiro.

Na próxima rodada, terça-feira (28), o Vila vai até Florianópolis-SC enfrentar o Avaí, enquanto o Goiás recebe, no Serra Dourada, o Paysandu, também na terça-feira, às 21h30. O alvirrubro vai encarar o Avaí às 19h15.

O jogo

Vila Nova e Goiás começaram a partida disposto a abrir logo o placar. O clássico, no entanto, foi equilibrado. Enquanto o alvirrubro valorizava a marcação, o alviverde tentava atacar pelos lados do campo. Aos 8 minutos, O lateral Johnatan fez jogada pela direita e chutou cruzado. Atento, o goleiro Wagner Bueno evitou o gol esmeraldino.

A equipe vilanovense respondeu em seguida, aos 13. O volante Magno Cruz aproveitou que a defesa do Goiás rebateu errado e chutou forte, obrigando o goleiro Renan a espalmar a bola para fora. No minuto seguinte, o atacante Fabinho recebeu a bola na área, livrou-se da marcação e tocou para Roger chutar por cima do gol.

O alviverde chegou com perigo, aos 34. O volante Wendel aproveitou rebote, após a parada técnica para hidratação dos jogadores, e chutou de primeira da entrada da área. Apesar de bater no canto, Wagner conseguiu fazer a defesa. A partir daí, os rivais optaram não se arriscar até o término do primeiro tempo.

Se na etapa inicial o clássico foi de respeito mútuo, nos 45 minutos finais a partida ganhou emoção. Aos 5 minutos, o volante Wendel aproveitou cruzamento e cabeceou, obrigando Wagner Bueno a fazer a intervenção. Três minutos depois, o meia Jean Carlos cobrou falta na área e Victor Bolt cabeceou por cima do gol. Aos 12, a torcida esmeraldina comemorou. 

Com inteligência, Léo Sena cruzou da ponta esquerda, Wagner Bueno falhou ao deixar a bola passar entre suas mãos e Rossi só teve o trabalho de completar para o gol – 1 a 0 Goiás. Imediatamente, o técnico Guilherme Alves substituiu o zagueiro Douglas Assis pelo atacante Frontini, que entrou e já cabeceou a bola para fora após cruzamento na área.

Em desvantagem no placar, o alvirrubro decidiu ir para cima do rival. À beira do gramado, Guilherme Alves pedia para seus jogadores pressionar a saída de bola do adversário. De tanto insistir, o Vila empatou. Aos 48, Jean Carlos chutou, a bola bateu na defesa e sobrou para Vandinho, que havia entrado no lugar de Roger, estufar a rede de Renan – Vila Nova 1 x 1 Goiás. 

Frontini, aos 48, quase vira o placar para os vilanovenses depois que Patrick cruzou na pequena área e o atacante não alcançou a bola. Após o apito final do árbitro Marielson Alves Silva (BA), Frontini e o goleiro Renan se estranharam no gramado, mas foi contido pelos seus companheiros. 

Compartilhe: