Russos tentam contornar banimento de jogos nas Paralimpíadas

Por decisão do IPC, toda a delegação da Rússia está fora da competição na capital carioca devido ao envolvimento da federação com doping

Postado em: 31-08-2016 às 06h00
Por: Renato
Por decisão do IPC, toda a delegação da Rússia está fora da competição na capital carioca devido ao envolvimento da federação com doping


Da redação

Mais de uma centena de paraatletas russos enviaram cartas ao Comitê Paralímpico Internacional (IPC) em busca de contornar o banimento do país das Paralimpíadas do Rio de Janeiro. Por decisão do IPC, toda a delegação da Rússia está fora da competição na capital carioca devido ao envolvimento da federação com doping. Na segunda-feira, inclusive, A penalidade foi estendida para as Paralimpíadas de Inverno de 2018, disputada em Pyeongchang, na Coréia do Sul. 
Na última semana, a Corte Arbitral do Esporte (CAS) rejeitou recurso do Comitê Paralímpico Russo (RPC, em inglês), por entender que o IPC não violou nenhuma regra no procedimento que tratou do processo disciplinar que levou à suspensão da RPC. A Corte também avaliou que o banimento dos Jogos foi punição proporcional diante das circunstâncias. De acordo com a decisão, a Rússia não protocolou nenhuma evidência que contradissesse os fatos apresentados.
Na ocasião, Sir Philip Craven, presidente do Comitê Internacional, afirmou que a decisão sublinhava a forte crença do IPC de que o doping absolutamente não tem lugar no esporte paralímpico. Ele disse estar satisfeito com o resultado, mas ressaltou que aquele não era um dia de celebração. “Temos enorme simpatia pelos atletas russos que agora irão desfalcar os Jogos do Rio de Janeiro”, concluiu.
Aos 267 vagas antes destinadas aos russos, foram distribuídas a competidores de outros países. Seis delas para o Brasil. Mariana D’Andrea (halterofilismo), Ronystony Cordeiro, Adriano de Lima, Alan Augusto Santos (natação),Vanderson Chaves(esgrima) e Patrícia Layolle (tiro com arco), foram os que herdaram espaço dos atletas banidos.
O Comitê Olímpico Internacional (COI), por sua vez, não baniu todos os atletas do país das olimpíadas. Ao todo, 270 russos participaram das competições que chegaram ao fim no dia 21 e a Rússia, que ficou em 6º lugar geral, deixou o Rio com 56 medalhas – 19 de ouro, 18 de prata e 19de bronze.

Veja Também