Inter bate Fla e Palmeiras agradece

Colorado derrotado rubro-negro, de virada, por 2 a 1, e deixa a zona do rebaixamento; alviverde segue na liderança isolada da Série A

Postado em: 17-10-2016 às 06h00
Por: Sheyla Sousa
Colorado derrotado rubro-negro, de virada, por 2 a 1, e deixa a zona do rebaixamento; alviverde segue na liderança isolada da Série A

O Internacional aproveitou o apoio da sua torcida e venceu, de virada, o Flamengo por 2 a 1, ontem à tarde, no Beira-Rio, em Porto Alegre, na sua luta contra o rebaixamento. O jogo foi válido pela 31.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time carioca foi melhor no primeiro tempo, mas acabou aceitando a pressão colorada na etapa final. O resultado foi justo e ajudou o Palmeiras, que venceu o Figueirense por 2 a 1, fora de casa, e abriu quatro pontos sobre o vice-líder carioca.
O Inter ficou com 36 pontos, provisoriamente, na 14.ª posição. enquanto o time carioca se manteve na vice-liderança, mas agora com 60 pontos, quatro atrás do Palmeiras, com 64, após vencer o Figueirense, em Florianópolis (SC). O Flamengo não perdia há 10 jogos, tendo caído pela última vez diante do Palestino, pela Copa Sul-Americana. No returno do Brasileiro só tinha perdido para o Sport, portanto, uma vez.

A partida
O jogo começou com os dois times nervosos. Mais o Colorado por ter a obrigação de somar pontos diante de sua torcida. Por isso mesmo, as jogadas ficaram concentradas no setor de meio campo. Num jogo intenso, poucas chances de gol. Rigorosamente, uma para cada lado.
O Flamengo arriscou num chute de fora da área de Diego que Diego Fernandes espalmou. Em seguida Vitinho quase aproveitou uma bola na pequena área para desviar, mas Muralha espalmou sob a cobertura de Pará. O time carioca sofreu uma baixa prematura: Éverton sentiu uma lesão e foi substituído por Fernandinho. O time perdeu força no meio-campo.
Embora o jogo não fosse violento o zagueiro Paulão recebeu o cartão amarelo pela sequência de faltas. Depois Alex não gostou de um drible de Diego e fez uma falta violenta e também foi amarelado. Azar dos colorados, porque ambos receberam o terceiro cartão e não vão enfrentar o rival Grêmio, na próxima rodada.
Na volta do intervalo o técnico Celso Roth optou por uma mudança. Tirou Rodrigo Ferrareis, apagado, e colocou o atacante Sasha. O segundo tempo começou movimentado, com os dois times levando perigo aos goleiros em menos de três minutos. Começo quente.
Mas quem saiu na frente foi o time carioca. Diego cobrou falta pelo lado esquerdo, mandando na área bem alto. O zagueiro Réver, com mais de 1,90m subiu e testou no ângulo. Festa rubro-negra aos 11 minutos.
O Internacional não desistiu. mesmo nervoso foi à frente. Aos 18 minutos, Vitinho dividiu duas vezes e chutou de fora da área,mas Muralha espalmou. O empate saiu aos 20 minutos. A bola foi levantada na área e ficou quicando, até que sobrou para o chute cruzado de Eduardo Sasha.
Motivado pelo empate, o Colorado manteve a pressão. Aos 27 minutos, numa falta pelo lado esquerdo, Vitinho ameaçou cruzar, porém chutou direto e Muralha espalmou para escanteio. Vitinho continua infernizando a defesa carioca. Aos 32 minutos ele dominou dentro da área e mesmo sem ângulo soltou a bomba para a defesa de Muralha.
Vitinho estava mesmo infernal. E fez o gol da virada aos 35 minutos. Após chute de Valdívia, o goleiro Muralha fez grande defesa, mas a bola sobrou para Vitinho que entrou em velocidade e completou para as redes. Na comemoração ele tirou a camisa e recebeu o cartão amarelo. 
O Flamengo ainda tentou reagir. Aos 37 minutos, Guerrero chutou de longe e Danilo Fernandes espalmou. Dois minutos depois Rafael Vaz chutou de longe, mas para fora. 
Eufórica, a torcida do Internacional fazia a festa, apesar do Flamengo insistir em empatar o jogo. 

Veja Também