Guilherme Alves quer ‘terminar bem’

A derrota para o Avaí, por 2 a 1, na última terça-feira, foi um balde de água fria nos planos do Vila

Postado em: 20-10-2016 às 06h00
Por: Sheyla Sousa

A derrota para o Avaí, por 2 a 1, na última terça-feira, foi um balde de água fria nos planos do Vila Nova de manter vivo o sonho do acesso até o fim do Campeonato Brasileiro da Série B. O próprio técnico Guilherme Alves reconhece que o colorado não tem mais chances de chegar à elite nesta temporada. Com 43 pontos, o clube goiano segue na 11ª colocação, ainda com um jogo a menos, mas em desvantagem de nove para o Londrina, que é  4º com 52.
Realista quanto às probabilidades de brigar pelo G4 ainda em 2016, o treinador avalia que o mais importante no momento é concluir bem o torneio e prefere não pensar no futuro. Guilherme ainda aguarda a eleição do novo presidente, marcada para 9  de novembro, para decidir quanto à renovação de contrato.
“Temos que terminar bem. Ainda temos mais sete jogos. O campeonato acaba apenas no dia 26 de novembro e o planejamento futuro é com a diretoria. Quem vencer a eleição… Estou alheio a isso”, disse.
Apesar do fim do sonho, o comandante do Tigre não quer saber de acomodação no elenco. São sete compromissos pela Série B e, se possível, Guilherme quer somar mais 21 pontos na competição. O primeiro duelo é já na próxima terça-feira, em duelo adiado contra o Sampaio Corrêa.
“Agora é descansar, trabalhar e tentar vencer o Sampaio Corrêa lá. Temos que vencer sete. As sete que faltam, vamos jogar para vencer. O grupo já reagiu dentro dos vestiários e isso me dá tranquilidade para terminar a competição bem”, afirmou.
Conforme previa a programação semanal, o elenco vilanovense teve folga ontem e só hoje à tarde, no CT Marconi Perillo, retoma os trabalhos visando este duelo com o adversário maranhense.

Veja Também