Luta pelo improvável

Vila Nova retoma discurso de briga por acesso e quer vitória diante do Tupi para se manter vivo na Série B

Postado em: 29-10-2016 às 06h00
Por: Sheyla Sousa
Vila Nova retoma discurso de briga por acesso e quer vitória diante do Tupi para se manter vivo na Série B

Seis jogos. Seis vitórias. Esse é o mantra do Vila Nova nesta reta final do Campeonato Brasileiro da Série B. O colorado encara o Tupi neste sábado (29), às 17 horas, no Estádio Mário Heleno, em Juiz de Fora-MG, em duelo válido pela 33ª rodada da competição e espera conquistar o segundo triunfo seguido para manter vivo o sonho do acesso.
Apesar de reconhecer que a missão é quase impossível, o técnico Guilherme Alves quer empenho total de seus jogadores. Mesmo que as coisas não saiam como esperado, o treinador garante que o grupo irá manter o foco até o último compromisso do torneio.
“Conversamos isso com os jogadores antes da viagem para o Maranhão. É muito difícil, mas não é impossível. Independente do que aconteça nesse jogo ou se daqui duas, três rodadas, nós não tenhamos mais chances, não muda nada. Enquanto eu tiver no comando não tem férias. Segue a programação como se fosse o último jogo da vida”, disse.
O Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) aponta que o Tigre tem 3,1% de chances de chegar à elite do futebol nacional. Caso realmente vença as seis partidas restantes e alcance os 64 pontos, o clube goiano teria pontuação que tradicionalmente dá vaga no Série A.
A tendência é que o Vila Nova tenha apenas duas mudanças para o confronto desde sábado (29). O zagueiro Guilherme Teixeira e o atacante Moisés cumpriram suspensão automática e devem retornar à formação principal nas vagas de Gustavo e Fagner, o último suspenso pelo terceiro cartão amarelo.
O treinador colorado, contudo, deixou em aberto as possibilidades de escalação, visto que ainda aguarda algumas definições dos departamentos médico e físico para montar o time.
“O Joãozinho sentiu, por isso o tirei do jogo (contra o Sampaio Corrêa). Ele tem um problema muscular, mas deve jogar. O Moisés tomou uma pancada e saiu do treinamento, então vamos esperar até o último momento para definir a equipe que entra”, explicou.

Mudanças
O técnico Ricardinho promoveu diversos testes durante a semana e não definiu exatamente como manda a campo a equipe do Tupi. São três alterações certas e mais três dúvidas na escalação do treinador mineiro. O zagueiro Gabriel Santos e o volante Renan cumpriram suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo e retornam nas vagas de Rodolfo Mol e Marcel, respectivamente. Por opção técnica, Hiroshi ganha o lugar de Pedrinho.
Na lateral-direita, Douglas pode aparecer entre os titulares e, dessa forma, Henrique ficaria como opção no banco de reservas. O volante Marcos Serrto pode sair para a entrada de Sávio. No ataque, Giancarlos pode perder espaço para Vinícius Kiss.

Ficha Técnica:
Jogo:
Tupi x Vila Nova
Local: Estádio Mário Helênio, às 17 horas, em Juiz de Fora-MG. Árbitro: Vinícius Gonçalves Dias Araújo (SP). Assistentes: Fabrício Porfírio de Moura (SP) e Leandro Matos Feitosa (SP)

Continua após a publicidade

Tupi: Rafael Santos; Henrique (Douglas), Gabriel Santos, Bruno Costa e Luiz Paulo; Marcos Serrato (Sávio), Renan, Recife e Hiroshi; Jonathan e Giancarlo (Vinícius Kiss)
Técnico: Ricardinho

Vila Nova: Wagner Bueno; Maguinho, Guilherme Teixeira, Reginaldo e Marcelo Cordeiro; Geovane, Victor Bolt, Wellingto Simião e Fabinho; Moisés e Joãozinho
Técnico: Guilherme Alves

Veja Também