Emily Lima assume hoje a seleção

Substituta de Vadão no comando do futebol feminino, treinadora será apresentada nesta quinta-feira pela CBF

Postado em: 03-11-2016 às 06h00
Por: Redação
Substituta de Vadão no comando do futebol feminino, treinadora será apresentada nesta quinta-feira pela CBF

Primeira técnica da seleção brasileira feminina de futebol, Emily Lima, 36 anos, será apresentada hoje de forma oficial como substituta do ex-comandante Vadão, que esteve à frente da equipe pelas últimas duas temporadas, inclusive durante a disputa dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, quando o Brasil foi eliminado nas semifinais pela Suécia e perdeu a disputa de terceiro lugar, valendo a medalha de bronze, para o Canadá.
A treinadora aceitou o cargo na última terça-feira e terá o seu primeiro desafio já no dia 7 de dezembro, quando enfrenta a Costa Rica na estreia do Torneio Internacional de Manaus. A equipe ainda encara a Rússia, no dia 11, e a Itália, no dia 14.
Emily comandou o São José até a final da Copa do Brasil de 2015, mas acabou derrotada pelo Audax. Pela equipe paulista, na mesma temporada, ela conquistou o campeonato estadual. A carreira como técnica começou em 2011, no Clube Atlético Juventus. Antes, pela Portuguesa-SP, trabalhou como supervisora e auxiliar-técnica. Já em 2013, dirigiu as categorias Sub-15 e Sub-17 da seleção brasileira.
Como atleta, defendeu Saad Esporte Clube (SP), entre 1994 e 1996, além de passagens em 2003, 2005 e 2006; São Paulo, de 1997 a 1999; Palestra de São Bernardo (SP), em 2000; Barra Futebol Clube (SP), em 2001; Santos, em 2005; Puebla de laCalzada (Espanha) e DTI Estdudiantes (Espanha), em 2005; Transportes Alcaine (Espanha), em 2006; Prainsa Zaragoza (Espanha) entre 2007 e 2008; L´EstartitEuromat (Espanha) e CarpisaYamamay Napoli (Itália), em 2009. 
A opção por uma mulher à frente da seleção feminina de futebol segue uma tendência da Fifa.Vadão foi comunicado da mudança já na manhã de terça-feira, logo após o acerto entre o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e a nova treinadora. O agora ex-técnico do Brasil tinha cargo ameaçado após o desempenho nas Olimpíadas.
Nos dois anos em que esteve à frente do time, Vadão conquistou o Torneio Internacional (2014 e 2015), além da medalha de ouro pan-americana em Toronto 2015. 

Veja Também