No OBA, Vila Nova e Bahia abrem 3ª fase da Copa do Brasil

Quatro dias após estrear com empate na Série B do Campeonato Brasileiro, o Vila Nova volta suas atenções para outro torneio nacional.

Postado em: 01-06-2021 às 08h00
Por: Breno Modesto
O atacante Kelvin espera que o Colorado faça seu papel de mandante, mas lembra que este é apenas o primeiro jogo do confronto | Foto: Douglas Monteiro/Vila Nova FC

Quatro dias após estrear com empate na Série B do Campeonato Brasileiro, o Vila Nova volta suas atenções para outro torneio nacional. Isso porque, às 16h30, o time comandado pelo técnico Wagner Lopes recebe, no Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, o Bahia, pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil.

Na visão do comandante vilanovense, será um jogo tenso e nervoso, pois o Tricolor Baiano possui uma equipe forte e, portanto, é preciso que seus jogadores fiquem o mais próximo possível do erro zero ao longo dos primeiros 90 minutos do mata-mata.

“Sabemos da força do Bahia, com seus jovens talentos, jogadores de força, de velocidade, jogadores experientes. Estamos buscando, sistematicamente, melhorar nosso time em todos os quesitos. É claro que será um jogo tenso, nervoso. Vamos ter que estar perto do erro zero para buscar um bom resultado. Mas eu confio muito nos nossos jogadores, na valentia e na raça deles, na organização que a gente tem passado. Então, esperamos fazer um bom jogo. É óbvio que o duelo individual vai ser importante, mas fizemos uma boa preparação e os nossos jogadores sabem o que precisam fazer”, disse Wagner Lopes.

Continua após a publicidade

O treinador lembrou que por ser uma competição mata-mata, a Copa do Brasil é diferente de um Brasileirão e que, às vezes, quem joga melhor nem sempre sairá de campo com a vitória. 

“Uma Copa do Brasil é diferente do Campeonato Brasileiro. É um campeonato onde você pode estar num dia feliz e o adversário, não. Então, quem joga melhor, nem sempre vence o jogo. Então, é entrar concentrado e fazer o melhor dentro de nossa casa”, completou Wagner Lopes. 

Quem também espera por dificuldade diante do Bahia é o atacante Kelvin. Porém, o atleta lembra que este é apenas o primeiro jogo, que ainda terá o jogo da volta e, portanto, nada vai ser definido nesta terça-feira (1).

“Já passamos por um adversário muito difícil, de primeira divisão, que era o Juventude. E, agora, vem o Bahia. Vai dificultando cada vez mais. Sabemos que a equipe deles é muito forte e que eles têm uma boa equipe. O ataque deles é muito rápido, muito forte. Conheço alguns jogadores de lá. Já joguei com o Gilberto, que está em grande fase. Sabemos das capacidades deles. Mas também estamos em um bom momento. Então, acho que vai ser um grande duelo. Queremos fazer nosso papel de mandante, é claro. Mas sabemos que vai ser um jogo muito difícil e muito truncado. É um jogo de inteligência. Nada vai se resolver hoje. Ainda tem o jogo lá”, comentou Kelvin.

Ficha técnica


Vila Nova x Bahia


Data: 01 de junho de 2021

Horário: 16h30


Local: Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, em Goiânia (GO)

Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)


Assistentes: Lúcio Beiersdorf Flor (RS) e André da Silva Bitencourt (RS)

Vila Nova: Georgemy; Pedro Bambu, Renato, Ricardo e Willian Formiga; Deivid, Dudu e Arthur Rezende; Pedro Júnior, Henan e Kelvin.


Técnico: Wagner Lopes

Bahia: Mateus Claus, Renan Guedes, Conti, Juninho e Matheus Bahia; Patrick de Lucca, Daniel e Thaciano; Rodriguinho, Gilberto e Rossi.


Técnico: Dado Cavalcanti

Veja Também