Georgemy renova seu contrato com o Tigre

Postado em: 17-06-2021 às 19h23
Por: Breno Modesto
O novo vínculo de Georgemy com o Colorado vai até o fim de 2022 | Foto: Heber Gomes

Principal nome do Vila Nova na temporada até aqui, o goleiro Georgemy ficará no Onésio Brasileiro Alvarenga por mais tempo. Isso porque, no fim da tarde desta quinta-feira (17), o Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) publicou a prorrogação do contrato do arqueiro com o Colorado, que, a partir de agora, vai até o fim de 2022.

Contratado para ser o reserva imediato de Fabrício, o camisa 1 acabou se destacando e ganhando a posição de titular da meta vilanovense. Desde sua chegada, já realizou 24 partidas e foi, ao lado de Dudu, um dos destaques do Tigre no Campeonato Goiano. Devido às boas atuações, a diretoria colorada optou por estender o prazo do documento, que se encerraria ao fim da atual edição do Campeonato Brasileiro.

Antes da publicação do novo contrato, Georgemy concedeu entrevista coletiva e falou a respeito dos últimos jogos da equipe. Segundo ele, a responsabilidade pelos resultados negativos é de todos, e não só do ataque, que não tem balançado as redes. 

“A responsabilidade é de todos. Não é só o ataque que está falhando, que não está fazendo gols. É claro que o gol é importante para se conseguir um resultado, mas nós temos que saber que todos têm as suas responsabilidade. Nós temos a consciência de que precisamos melhorar em algumas situações para poder sair com resultados melhores nos jogos”, analisou Georgemy.  

Em seguida, o goleiro revelou que os atletas colorados tiveram uma conversa interna com a intenção de corrigir alguns erros que estão sendo cometidos durante os jogos, principalmente o da ansiedade em definir as jogadas.

“Precisamos melhorar algumas situações. Às vezes, somos ansiosos demais. Hoje em dia, nós temos que usar os espaços do campo com qualidade para chegar ao ataque. E, sem dúvida, a  posse de bola é muito importante no jogo de hoje. Então, às vezes, com essa ansiedade, a gente acaba querendo buscar o gol muito rápido, querendo fazer o cruzamento. Daí, perdemos a posse de bola e temos que voltar para marcar. Mas nós conversamos e sabemos da nossa responsabilidade e do que precisamos e podemos melhorar. Temos esse entendimento, sim”, finalizou Georgemy.

Compartilhe: