Sexta-feira, 03 de fevereiro de 2023

Com gol de zagueiro, Atlético Goianiense vence o Fluminense no Accioly

O Atlético Goianiense se recuperou rápido da derrota no fim de semana e voltou a vencer na Série A. O rubro-negro bateu

Postado em: 23-06-2021 às 20h58
Por: Felipe André
Natanael sendo marcado por Calegari durante a vitória do Atlético Goianiense no Antônio Accioly | Foto: Afonso Cardoso

O Atlético Goianiense se recuperou rápido da derrota no fim de semana e voltou a vencer na Série A. O rubro-negro bateu o Fluminense, por 1 a 0, gol marcado pelo zagueiro Nathan Silva, na noite desta quarta-feira (23/6) no estádio Antônio Accioly. Com o resultado, os mandantes chegaram aos 10 pontos na competição e ultrapassou o Tricolor Carioca, que permaneceu com nove.

Com um prognóstico de um duelo muito intenso, assim como aconteceu contra o Fortaleza, a promessa foi cumprida no primeiro tempo. Após 10 minutos iniciais que criação quase que nula, Atlético Goianiense e Fluminense se soltaram na partida e consequentemente deixaram espaço. Kayky teve duas oportunidades que sair em velocidade, mas a conclusão de ambas as jogadas não foram bem executadas.

Pelo lado dos visitantes, apenas Fred fez o goleiro Fernando Miguel trabalhar. O camisa 9 e capitão do Tricolor recebeu na grande área e finalizou cruzado, mas parou no arqueiro atleticano.  Os mandantes tiveram as melhores oportunidades, Natanael em duas jogadas consecutivas, uma com a perna direita e outra com a canhota, levou perigo ao gol de Marcos Felipe. Nos minutos finais foi a vez de Igor Cariús aproveitar cobrança de falta e finalizar a queima roupa, mas o camisa 1 do time carioca levou a melhor.

Continua após a publicidade

João Paulo deixou o campo nos minutos finais com a mão na posterior da coxa direita. O meia precisou ser substituído, por Arthur Gomes, e vai passar por uma avaliação médica hoje para saber se houve lesão e se sim, a gravidade da mesma. Sem o camisa 10, o rubro-negro perdeu em criação no segundo tempo, mas manteve a transição rápida.

Em velocidade, Arthur Gomes foi acionado, enquanto a comissão do Fluminense pedia por impedimento, e cara a cara com Marcos Felipe o atacante tocou para Natanael. O lateral, de origem, que vem atuando como ponta nas últimas partidas, acertou a trave e perdeu um gol impressionante, assim como aconteceu contra o Athletico Paranaense, na última rodada.

O Atlético Goianiense chegou a balançar as redes, mas teve o gol anulado. Após jogada lateral que resultou em cruzamento na área, André Luis finalizou e a bola desviou, indo em direção oposta e obrigando Marcos Felipe a fazer uma grande defesa, na sequência, Zé Roberto empurrou o adversário e o árbitro marcou a falta de ataque. Minutos depois foi a vez de André Luis perder uma grande oportunidade no ataque.

Depois de duas chances perdidas, o Atlético Goianiense balançou as redes. Arthur Gomes cruzou pelo lado direito e Nathan Silva subiu mais alto que todo mundo para cabecear para o fundo da rede. Foi o primeiro gol do zagueiro pelo rubro-negro goiano, somando as duas passagens pelo time do bairro de Campinas. O Fluminense se mandou para o ataque, mas não conseguiu empatar.

Na próxima rodada, o Atlético Goianiense atua novamente como mandante, o rubro-negro recebe o Red Bull Bragantino na próxima segunda-feira (28). O duelo acontece no estádio Antônio Accioly, às 20h (horário de Brasília). O Fluminense, por sua vez, entra em campo um dia antes, no domingo, e vai enfrentar o Corinthians, em São Januário, às 16h.

FICHA TÉCNICA; Atlético-GO 1×0 Fluminense; Data: 23 de junho, 2021; Horário: 19h (de Brasília); Local: Estádio Antônio Accioly, em Goiânia-GO; Árbitro: Paulo César Zanovelli (MG); Assistentes: Celso Luiz da Silva (MG) e Leonardo Henrique Pereira (MG); VAR: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG); Gol: Nathan (ACG)

Atlético-GO: Fernando Miguel; Dudu, Nathan, Éder e Igor Carius (André Luis); Willian Maranhão, Marlon Freitas e João Paulo (Arthur Gomes); Janderson, Natanael e Zé Roberto (Gabriel Baralhas). Técnico: Eduardo Barroca

Fluminense: Marcos Felipe; Calegari (Samuel Xavier) (André), Luccas Claro, Nino e Danilo Barcelos; Martinelli, Yago Felipe e Nenê (Ganso); Kayky (Luiz Henrique), Gabriel Teixeira e Fred (Abel Hernandez). Técnico: Roger Machado

Veja Também