Com uma vitória nos últimos oito jogos, Atlético-GO espera evoluir com semana livre

Apesar de estar estabilizado na primeira parte da tabela da Série A, ocupando atualmente a nona colocação, o Atlético Goianiense não vem

Postado em: 10-08-2021 às 18h20
Por: Felipe André
Esperança de bons resultados no Atlético-GO, João Paulo se recuperou de lesão inédita | Foto: Bruno Corsino/ACG

Apesar de estar estabilizado na primeira parte da tabela da Série A, ocupando atualmente a nona colocação, o Atlético Goianiense não vem conquistando vitórias. Nos últimos oito jogos, incluindo os dois duelos contra o Athletico Paranaense pela Copa do Brasil, o time goiano venceu apenas um, contra o Santos jogando na Vila Belmiro, com gol de Zé Roberto cobrando pênalti. Além disso, soma cinco empates e duas derrotas.

Agora, o Atlético Goianiense começa uma sequência de semanas livres entre os jogos pela Série A. Sem disputar outra competição, o rubro-negro volta aos gramados apenas no domingo (15), às 18h15 (horário de Brasília), contra o Bahia, em Pituaçu. O time que é comandado por Eduardo Barroca vai ter tempo para trabalhar e tentar manter a sequência ruim do próximo adversário, que nos últimos cinco jogos pela primeira divisão, perdeu quatro e empatou um.

“Só conseguimos uma vitória nos últimos jogos, mas tenho certeza que estamos buscando evoluir a cada treino e a cada partida disputada. Estamos fazendo bons jogos, com chances de ganhar alguns confrontos, infelizmente às vezes a bola não entra, mas faz parte da profissão. Queremos sempre melhorar e tenho certeza que vamos conseguir os resultados que vão ser importantes para todos nós”, disse o meio-campista João Paulo.

Continua após a publicidade

Uma das esperanças para mudar esse cenário com resultados ruins é o meio-campista João Paulo. O camisa 10 do rubro-negro voltou no empate diante do América-MG e foi titular contra o Ceará, no último fim de semana, e assim deve permanecer para a sequência da temporada. O atleta se recuperou de uma lesão inédita na carreira que o tirou dos gramados por pouco mais de um mês.

“Esse momento de lesão é muito difícil porque o atleta quer sempre estar desempenhando seu trabalho da melhor forma possível. Voltei a treinar com bola e, infelizmente, aconteceu de eu sentir de novo o local da lesão e voltar ao departamento médico. Foi minha primeira lesão muscular, nunca tinha tido, mas o mais importante é que já passou. É focar daqui para frente. Foi determinante continuar tranquilo, procurar fazer o melhor possível dentro das condições e também o apoio de Deus e da família que me dá todo o suporte, são maravilhosos”, revelou João Paulo.

Veja Também