Arthur Rezende confirma sondagens para sair, mas afirma que seu foco é o Vila Nova

Postado em: 31-08-2021 às 17h18
Por: Breno Modesto
Assim como Henan, que deixou o Vila Nova na última segunda-feira (30), o nome do volante foi “ventilado” no Criciúma | Foto: Douglas Monteiro/Vila Nova FC

Autor do gol que deu a vitória ao Vila Nova diante do Avaí, na última rodada da Série B, o volante Arthur Rezende foi o escolhido pelo Tigre para conceder entrevista coletiva na tarde desta terça-feira (31). Na oportunidade, o jogador comentou sobre o espírito aguerrido que o Colorado teve diante dos catarinenses, no OBA.

Segundo Arthur, a gana dele e de seus companheiros pela vitória era muito grande, pois o triunfo os tiraria da zona de rebaixamento, que estava incomodando a todos. Diante disso, ele espera que, nos próximos jogos, a vontade de vencer seja a mesma. 

“O espírito sempre foi aguerrido. Nesse jogo (contra o Avaí), não foi diferente. Nós estávamos com uma gana muito grande para conseguir vencer no OBA, de conquistar os três pontos e sair dessa zona (de rebaixamento), que estava nos incomodando. Eu acho que esse tem de ser o espírito para todos os jogos. Precisamos encarar cada um dos jogos como se fosse o último”, disse Arthur Rezende.

Questionado sobre jogar mais adiantado, como um meia-atacante, Arthur revela que Higo Magalhães dá liberdade para que ele e os outros jogadores do meio de campo cheguem mais à área do adversário.

“Acredito que o meu posicionamento (em campo) não mudou muito. Até porque, no último jogo (diante do Avaí), eu estava jogando como um segundo ou terceiro homem no meio campo, ao lado do (Pedro Bambu). Mas o Higo (Magalhães) nos cobra bastante para que estejamos sempre próximos à grande área, chegando, pisando na área e finalizando a gol. Ele nos dá essa liberdade para chegarmos à frente e querer fazer gols. E isso já é uma característica minha. Eu também gosto muito de chegar à grande área e finalizar para o gol. Acredito que isso beneficia a todos do grupo, como foi nesse último jogo. Nós esperamos manter o mesmo nível de atuação que tivemos contra o Avaí, para conseguirmos outros bons resultados”, comentou o volante.

Por fim, o volante falou a respeito de uma suposta ida dele ao Criciúma, como aconteceu com o atacante Henan. De acordo com o próprio jogador, “ventilações” em outros clubes são normais durante a temporada, mas que a do Tricolor Catarinense não passou de um boato.

“Sempre vão haver essas “ventilações”. Porém, não chegou nada do Criciúma para mim. Eu recebi outras sondagens, mas nada concreto. E isso é normal para todo jogador durante uma temporada. Mas o meu foco é terminar bem o segundo turno da Série B. E, como as coisas na vida de um jogador acontecem muito rápido, eu deixo essa questão do futuro para pensar mais na frente, no fim da temporada. E aí, vamos ver o que é melhor para a continuidade da minha carreira”, explicou Arthur Rezende.

Compartilhe: