Marcelo Cabo analisa empate diante do Cruzeiro: “Muito intenso e muito físico”

Postado em: 08-09-2021 às 16h36
Por: Victor Pimenta
Treinador também aproveitou para elogiar trabalho de Luxemburgo a frente do Cruzeiro | foto: Afonso Cardoso

O Goiás perdeu mais uma chance de encostar no líder Coritiba e afastar de seus rivais na briga pelo acesso a Série A ao empatar com o Cruzeiro em 1 a 1, na noite da última terça-feira (7). O resultado em casa fez com que a equipe esmeraldina caísse uma posição na tabela, agora estando em terceiro lugar, atrás também do CRB, adversário na próxima rodada.

Após doze dias sem jogar, o Goiás voltou a campo e apesar de ser melhor que o Cruzeiro na primeira etapa, foram os mineiros que abriram o placar no segundo tempo. O gol acordou o time esmeraldino que logo na sequência, reagiu e empatou a partida. O jogo foi bastante disputado no meio-campo e a umidade baixa também foi outro fator que afetou o rendimento dos jogadores.

“Foi um jogo muito intenso, muito físico, muito corporal e a equipe do Cruzeiro é uma equipe muito bem trabalhada pelo Vanderley Luxemburgo e tem sua estratégia de jogo muito bem definida. Hoje também a questão da umidade, porque estava muito seco e os jogadores no intervalo já estava se queixando da falta de ar e tudo isso. No final do jogo, tinha perna, mas estava muito seco. Tivemos até que abaixar as linhas nos últimos dez minutos, porque os jogadores já estavam sentindo um pouco a questão da umidade”, disse Marcelo Cabo.

O treinador também aproveitou para elogiar Vanderley Luxemburgo que após sua chegada no Cruzeiro, o rendimento da equipe melhorou e assim como o Goiás, o time mineiro tem uma série invicta na competição. Enquanto o time celeste chegou a nove jogos sem perder, o Goiás chegou a oito partidas invictos.

”O nosso jogo hoje foi digno de um clássico. Foi um jogo muito equilibrado, muito parelho e seria decidido no detalhe. A gente continua trabalhando e tem que parabenizar o Vanderley [Luxemburgo] pelo trabalho que ele faz a frente do Cruzeiro, porque não é aquele Cruzeiro do início do campeonato e se tivesse uma pontuação melhor depois da chegada do Vanderley estaria disputando uma vaga no G-4. A gente fica chateado por não vencer na Serrinha, mas acabamos pontuando antes do confronto direto diante do CRB”, pontuou o treinador.

A equipe esmeraldina volta a campo agora somente no próximo sábado (11), quando viajam para encarar o CRB, em duelo direto no G-4. A partida acontece no estádio Rei Pelé e que antes estava marcada para às 19 horas, agora acontecerá às 21 horas.

Compartilhe: