Marcelo Cabo agradece a todos funcionários do clube por confiança no trabalho: “Compraram minha ideia”

O Goiás conquistou três pontos importantíssimos ao vencer o Brasil de Pelotas no último sábado (18), por 2 a 1, no estádio

Postado em: 19-09-2021 às 11h29
Por: Victor Pimenta
Treinador falou da sequência desgastante pela frente e elogiou mais uma grande atuação do volante Caio Vinícius | foto: Afonso Cardoso

O Goiás conquistou três pontos importantíssimos ao vencer o Brasil de Pelotas no último sábado (18), por 2 a 1, no estádio Hailé Pinheiro. O time segue cada vez mais próximo do acesso e de quebra, na cola do líder Coritiba.

Além dos jogadores em campo, uma peça importante nessa sequência de dez jogos invictos, trata-se de Marcelo Cabo. O treinador que foi campeão da Série B em 2016 com o rival Atlético Goianiense, também conquistou o acesso a primeira divisão com o CSA em 2019 e agora tenta recolocar o Goiás na elite.

“É acreditar, é sonhar, é trabalhar, corresponder às expectativas que confiam no seu trabalho e muita dedicação. Mas eu não construí esses dez jogos de invencibilidade neste momento que o Goiás está vivendo, sozinho. Sempre agradeço a diretoria que confiou no meu trabalho, aos meus companheiros de comissão técnica, roupeiros, massagistas, cozinheiros e todos os jogadores. Não adianta eu ter a melhor ideia de futebol do mundo, se os jogadores não comprarem a ideia, dedicarem como foi hoje (contra o Brasil). Continuamos buscando, trabalhando, sempre acreditando que Deus possa capacitar e que a gente continue vivendo esse momento bacana em que estamos vivendo e presentear nossa torcida com uma vitória importantíssima”, disse Marcelo Cabo.

Continua após a publicidade

Agora o Goiás terá uma sequência desgastante pela frente, afinal, nos próximos sete dias, três jogos. O time já viaja para enfrentar o Avaí, na próxima terça-feira (21), depois retorna a Goiânia para o clássico diante do Vila Nova, na sexta-feira (24) e finalizam o mês de setembro, quando voltam a viajar para na segunda-feira (27) encarar o Vasco da Gama.

“Agora temos uma sequência árdua. Não são quatro jogos em dez dias, são quatro em nove dias. Duas viagens intercalando isso, então, precisamos nestes quatro jogos ir além do limite de cada profissional aqui do Goiás, porque eles podem decidir muita coisa, mas eu tenho muita confiança neste grupo de trabalho”, ressaltou o treinador.

Peça importante no elenco esmeraldino e a principal ligação entre o sistema defensivo e o ofensivo é o volante Caio Vinícius. O jogador que chegou ao clube contestado devido aos seus últimos trabalhos, sendo um deles, no Atlético Goianiense, hoje é fundamental na movimentação da equipe esmeraldina. Já são vinte e três jogos pelo clube e dois gols marcados, o último, na vitória deste sábado por 2 a 1 sobre o Brasil de Pelotas.

“Ele estava buscando seu espaço no futebol profissional e é muito legal quando a gente chega em um lugar onde somos contestados e a gente respeita essa contestação e com a humildade, silêncio e trabalho, demonstra nossa capacidade e isso é o Caio, além de outros profissionais que aqui chegaram. Futebol é trabalho, respeito e gratidão para quem te dá oportunidade. O Goiás deu a mim, assim como deu a Caio. Me surpreendi quando vi jogar Vasco e Goiás, vi o tamanho da atuação dele naquele jogo e a capacidade dele. Quando cheguei aqui, sabia que ia contar com um volante completamente moderno e ele trabalha duro no dia-a-dia e eu fico muito feliz com ele premiado com um gol na vitória hoje e dando os três pontos a nossa torcida”, concluiu o técnico esmeraldino.

Veja Também