Atlético-GO volta a contar com ataque completo, mas tem desfalque no meio

Após a derrota para o São Paulo neste final de semana, que encerrou uma invencibilidade de sete jogos, com seis empates e

Postado em: 21-09-2021 às 07h30
Por: Felipe André
Após gol marcado contra São Paulo, Matheus Barbosa pode ser a novidade no meio-campo diante do Cuiabá | Foto: Bruno Corsino/ACG

Após a derrota para o São Paulo neste final de semana, que encerrou uma invencibilidade de sete jogos, com seis empates e uma vitória, o Atlético-GO pensa no próximo domingo (26). O rubro-negro volta aos gramados diante do Cuiabá, em duelo que acontece no estádio Antônio Accioly, às 20h30 (horário de Brasília) e o treinador Eduardo Barroca vai contar com o retorno de peças no ataque, mas vai precisar fazer ao menos uma alteração.

Após não contar com André Luis e Janderson contra o Corinthians, Barroca não teve João Paulo e Zé Roberto diante do São Paulo. No primeiro jogo a dupla esteve fora por uma questão contratual, já neste último domingo (19), o camisa 10 e o 9 ficaram de fora por estarem suspensos, além de Toró que pertence ao Tricolor Paulista. Diante do Cuiabá, todos os nomes citados vão estar disponíveis.

A única ausência para o duelo válido pela 22ª rodada da Série A será o meio-campo Willian Maranhão. O atleta recebeu o terceiro amarelo, pela segunda vez na primeira divisão, e é desfalque certo. Contra o São Paulo, Matheus Barbosa entrou no lugar dele no decorrer do segundo tempo e marcou o seu primeiro gol com a camisa atleticana e com isso larga na frente por uma vaga entre os titulares.

Continua após a publicidade

O elenco se reapresenta na tarde desta terça-feira (21/9), no CT do Dragão. A primeira atividade da semana está agendada para às 16h e o rubro-negro se prepara para mais um jogo como mandante, tentando encerrar o jejum que já dura desde o dia 23 de junho, quando venceu em Goiânia pela última vez, quando bateu naquela oportunidade o Fluminense, por 1 a 0. O Atlético Goianiense está na 11ª colocação, com 26 pontos conquistados.

“A gente precisa alinhar a expectativa com a realidade. É óbvio que a gente tem totais condições de brigar por coisas grandes na competição, mas esse campeonato de 38 rodadas tem que ser vivido jogo a jogo e com equilíbrio nos momentos de adversidade para dar tranquilidade aos jogadores. É buscar corrigir passo a passo para que no final da competição, tenhamos clareza de que tipo de competição vamos jogar, onde estaremos no momento que o Campeonato for se definir”, disse Eduardo Barroca após a derrota para o São Paulo.

Veja Também