Em clássico quente, Vila Nova joga melhor e bate o Goiás, na Serrinha

O segundo e último clássico entre Goiás e Vila Nova pela Série B terminou vermelho. Pela 26ª rodada da competição nacional, o

Postado em: 24-09-2021 às 21h07
Por: Breno Modesto
Com gols de Alesson (foto) e Pedro Jr, o Vila Nova venceu o Goiás na Serrinha pela Série B | Foto: Afonso Cardoso

O segundo e último clássico entre Goiás e Vila Nova pela Série B terminou vermelho. Pela 26ª rodada da competição nacional, o Tigre, mesmo atuando como visitante, bateu o Esmeraldino, por 2 a 1, em pleno Estádio da Serrinha. Alesson e Pedro Júnior, para o Colorado, e Welliton, para o Alviverde, marcaram os gols do confronto, disputado na noite desta sexta-feira (24/9).

O jogo

O clássico disputado na Serrinha foi quente desde os primeiros instantes. A tensão do início da partida dificultou as equipes, que demoraram a se soltar. A primeira oportunidade real veio apenas aos 15 minutos, quando Alesson foi lançado na ponta esquerda, partiu para cima de David Duarte e chutou cruzado, obrigando Tadeu a espalmar. No rebote, a defesa esmeraldina afastou antes que Clayton finalizasse.

Continua após a publicidade

Quatro minutos depois, o Tigre apareceu de novo. Após cobrança de escanteio de Kelvin, o zagueiro Renato subiu mais alto que a defesa do Goiás e testou firme. A finalização passou por cima do gol defendido por Tadeu.

Mesmo tendo o domínio da posse de bola, o Esmeraldino tinha dificuldades na saída de bola. Tal adversidade ficou nítida aos 29 minutos, quando Tadeu saiu jogando com Fellipe Bastos, que havia acabado de entrar na vaga de Rezende, que saiu lesionado. O volante acionou Caio Vinícius, que pisou na bola e viu Alesson ficar com ela. O atacante ajeitou e encheu o pé. O chute morreu no cantinho do arqueiro alviverde.

O tento marcado deixou o Colorado ainda mais à vontade. A equipe comandada pelo técnico interino Higo Magalhães seguiu pressionando. Com 33 minutos, Clayton avançou pela direita e encontrou Arthur Rezende na entrada da área. O camisa 8, de primeira, disparou para o gol. A finalização tinha endereço certo, mas só não balançou as redes esmeraldinas porque Tadeu operou um milagre e evitou o segundo do Vila Nova.

Os donos da casa responderam apenas aos 39, quando Alef Manga bateu da entrada da área e viu Georgemy fazer a defesa. Mesmo tardia para a primeira etapa, a chegada animou o Goiás, que voltou melhor para o segundo tempo. Logo aos seis minutos, Apodi aproveitou um passe de Dadá Belmonte e chutou cruzado. O camisa 1 vilanovense, mais uma vez, ficou com ela. Os visitantes foram incomodar apenas aos 15, numa falta cobrada por Dudu, que passou muito perto do gol de Tadeu.

O Esmeraldino aumentou sua intensidade e seguiu em busca do empate. Na marca de 20 minutos, após escanteio, Georgemy saiu muito mal e viu a bola ficar com o zagueiro Reynaldo, que chutou cruzado. A finalização passou muito perto, mas acabou saindo pela linha de fundo. Mas o bom momento verde deu resultado. Aos 28, Dadá Belmonte deu um passe açucarado para Welliton, que partiu em velocidade, entrou na área e chutou. A finalização passou por baixo de Georgemy e morreu no fundo das redes.

Mas o Goiás não teve muito tempo para comemorar. Logo após o reinício do jogo, o Tigre ampliou, assegurando a vitória. O estreante Diego Tavares tocou para Willian Formiga, que cruzou, na medida, para Pedro Júnior testar firme colocar o Vila Nova em vantagem novamente. O duelo seguiu quente, com as duas equipes nervosas.

Ficha técnica
Goiás 1×2 Vila Nova
Data: 24 de setembro de 2021
Horário: 19h
Local: Estádio Hailé Pinheiro, em Goiânia (GO)

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Márcia Bezerra Lopes Caetano (RO)
VAR: Pericles Bassols Pegado Cortez (RJ)

Gol: Welliton (28’/2T) – GOI; Alesson (29’/1T) e Pedro Júnior (29’/2T) – VIL

Goiás: Tadeu; Apodi, David Duarte (Matheus Salustiano), Reynaldo e Hugo; Rezende (Fellipe Bastos), Caio Vinícius (Dadá Belmonte) e Élvis (Albano); Dieguinho, Bruno Mezenga e Alef Manga (Welliton).
Técnico: Marcelo Cabo

Vila Nova: Georgemy; Moacir, Rafael Donato, Renato e Willian Formiga; Deivid (Éder Monteiro), Dudu e Arthur Rezende (Xandão); Kelvin (Diego Tavares), Clayton (Pedro Júnior) e Alesson (Nico Maná).
Técnico: Higo Magalhães

Veja Também