Com retorno do público na Série A, Dudu vê torcida como “12º jogador”

O fim das caixas de som na Série A do Campeonato Brasileiro está próximo de acontecer. Assim como na Série B, a

Postado em: 30-09-2021 às 20h30
Por: Felipe André
Lateral disse que retorno da torcida se torna um "gás a mais" para os times que atuarem como mandante | Foto: Bruno Corsino/ACG

O fim das caixas de som na Série A do Campeonato Brasileiro está próximo de acontecer. Assim como na Série B, a torcida está retornando para a primeira divisão, com seis dos oito jogos que serão disputados neste final de semana. Santos contra Fluminense, além do duelo entre Bahia e Ceará foram adiados, e como o estado de São Paulo só irá liberar o público na próxima semana, os confrontos do Red Bull Bragantino contra o Corinthians, e Palmeiras diante do Juventude serão com os portões fechados.

Um dos jogos que já vai contar com a presença de torcedores será o duelo entre Fortaleza e Atlético Goianiense. O confronto que vai abrir a 23ª rodada acontece neste sábado (2/10), às 17h (horário de Brasília), na Arena Castelão. O momento esperado pelos atletas e dirigentes já é motivo de análise entre os atletas, que já preveem a força do mandante sendo ampliado, já que o ambiente “neutro” não vai mais acontecer na Série A.

“Quando se joga em casa a torcida empurra mais, é um fator importante atuar como mandante. A torcida como dizem é o 12º jogador e isso é verdade, quando eles estão juntos com o time, eles lutam até o fim pelo resultado positivo, não que isso não aconteça sem torcida, mas eles dão um gás a mais para todos, acredito que isso tem uma influência dentro da partida”, analisou o lateral Dudu, do Atlético Goianiense.

Veja Também