Após sequência ruim, Atlético-GO goleia Fortaleza e volta a vencer na Série A

Após cinco jogos, que culminou na saída de Eduardo Barroca, o Atlético Goianiense voltou a triunfar na Série A do Campeonato Brasileiro.

Postado em: 02-10-2021 às 19h02
Por: Felipe André
Após cinco jogos sem vencer, com quatro empates e uma derrota, o Atlético-GO goleou o Fortaleza e triunfou na Série A | Foto: Divulgação/Fortaleza

Após cinco jogos, que culminou na saída de Eduardo Barroca, o Atlético Goianiense voltou a triunfar na Série A do Campeonato Brasileiro. Com um gol contra de Felipe, Gabriel Baralhas e Brian Montenegro, o rubro-negro bateu o Fortaleza por 3 a 0. O duelo marcou a abertura da 23ª rodada, aconteceu na Arena Castelão-CE e contou com o retorno da torcida após a liberação da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Com o resultado, o Dragão chega aos 30 pontos, enquanto o Tricolor da Pici permaneceu com 36.

Após um problema familiar, o lateral-esquerdo Natanael foi ausência novamente no Atlético Goianiense. O atleta que havia perdido algumas sessões de treinamento, permaneceu em Goiânia para aprimorar a parte física de olho no duelo contra o Athletico Paranaense na próxima quarta-feira (6/10). Com isso, Igor Cariús foi o titular, com Arthur Henrique permanecendo no banco de reservas, já que Eduardo Souza ainda não tem Jefferson, reforço contratado do Goiás, à disposição.

Dentro de campo, o Atlético Goianiense que buscava manter o tabu diante do Fortaleza, começou a partida buscando o resultado. A primeira grande oportunidade do jogo foi do time goiano, quando João Paulo recebeu de Igor Cariús e bateu a meia altura, mas parou na defesa de Felipe Alves. No minuto seguinte, o gol do Dragão aconteceu. Dudu cobrou falta pelo lado direito de ataque, Felipe Alves e Benevenuto se atrapalharam, a bola passou e bateu em Felipe, que mandou contra o próprio patrimônio, marcando contra.

Continua após a publicidade

Após sair atrás do placar, o Fortaleza se mandou para o ataque. Minutos após o gol contra, o Tricolor do Pici viu Wellington Paulista cabecear e ganhar o escanteio. Na cobrança, a bola foi desviada e o próprio atacante mandou para o fundo da rede, porém, após checagem do VAR, o gol foi anulado por impedimento do centroavante da equipe mandante. Até o fim do primeiro tempo, os donos da casa buscaram o resultado, mas não conseguiram a precisão para igualar o placar.

Na segunda etapa, apesar de não ter mudanças entre os jogadores dentro de campo, o cenário se mostrou ainda mais favorável para o Fortaleza. O Atlético Goianiense tentou amarrar o resultado desde os primeiros minutos, mas não conseguiu parar Bruno Melo, que após uma cobrança de falta, cabeceou sem chances para Fernando Miguel. O árbitro de vídeo Caio Max chamou o árbitro de campo Alisson Furtado para revisar o ocorrido e o gol foi anulado, pois o atacante Wellington Paulista que estava impedido, interferiu no lance.

Se não saiu gol de um lado, saiu do outro. Em uma jogada de transição, como tanto gosta, João Paulo perdeu uma boa oportunidade após passe de Zé Roberto, mas Gabriel Baralhas que havia entrado no segundo tempo, aproveitou a falha de Matheus Vargas, que cabeceou para trás, ficou com a bola e finalizou sem chances para Felipe Alves, ampliando o placar a favor do Atlético Goianiense. 

Com a vantagem ampliada, o Atlético Goianiense recuou a linha de marcação e se defendeu até o final da partida. Mas antes do apito final, deu tempo do atacante paraguaio Brian Montenegro marcar o seu primeiro gol com a camisa atleticana. O atleta recebeu em velocidade no contra-ataque e bateu rasteiro, na saída de Felipe Alves e decretou o placar final do duelo. O rubro-negro quebrou uma sequência de cinco jogos sem vitória e voltou a triunfar na Série A.

FICHA TÉCNICA

Fortaleza-CE 0x3 Atlético-GO

Data: 2 de outubro, 2021

Horário: 17h (de Brasília)

Local: Arena Castelão, em Fortaleza-CE

Árbitro: Alisson Sidnei Furtado (TO)

Assistentes: Cipriano da Silva Sousa (TO) e Fernando Gomes da Silva (TO)

VAR: Caio Max Augusto Vieira (RN)

Gol: Felipe – contra -, Baralhas e Brian Montenegro (ACG)

Fortaleza: Felipe Alves; Tinga, Benevenuto, Titi (Igor Torres); Yago Pikachu, Felipe (Matheus Vargas), Ederson, Lucas Lima (Robson), Bruno Melo; David (Romarinho) e Wellington Paulista (Henriquez). Técnico: Juan Pablo Vojvoda

Atlético-GO: Fernando Miguel; Dudu (Arnaldo), Wanderson, Éder e Igor Cariús; Willian Maranhão, Matheus Barbosa (Baralhas) e João Paulo (Brian Montenegro); Ronald, André Luis (Pedro Henrique) e Zé Roberto (Janderson). Técnico: Eduardo Souza

Veja Também