Goiás perde de virada para o Náutico e pode voltar a ficar de fora do G-4

O Goiás desperdiçou mais uma chance de pular para a segunda colocação e voltar a permanecer no G-4 com mais tranquilidade. O

Postado em: 05-10-2021 às 23h58
Por: Victor Pimenta
Caio Dantas foi autor do primeiro gol do Náutico na virada sobre o Goiás | foto: Tiago Caldas / CNC

O Goiás desperdiçou mais uma chance de pular para a segunda colocação e voltar a permanecer no G-4 com mais tranquilidade. O time esmeraldino perdeu para o Náutico por 3 a 2 na noite desta terça-feira (5), no estádio dos Aflitos e pode cair na tabela após o fim da 29ª rodada. Caio Dantas, Matheus Jesus e Camutanga marcaram para o time pernambucano e Alef Manga e Dadá Belmonte descontaram para os goianos.

Primeiro tempo

Com uma mudança antes do jogo com Ivan no lugar de Apodi, devido a problemas musculares, o Goiás quem teve os dois primeiros ataques no jogo, porém, dois impedimentos. Foi o Náutico que começou assustando e chegando próximo do gol com menos de três minutos. O atacante Vinicius levantou na área e o cruzamento quase virou gol, se o travessão não tivesse impedido. Na sequência da jogada, Tadeu fez uma impressionante e linda defesa para salvar a equipe esmeraldina. Aos oito minutos, o Goiás abriu o placar em uma saída de bola do Náutico. Manga roubou e tabelou com Élvis. O atacante foi livre até a área para bater no canto de Anderson e marcar.

Continua após a publicidade

Um jogo quente em Recife e com possíveis penalidades para os dois lados, mas não marcados. Depois de tanto atacar, com sete finalizações a mais, o Náutico chegou ao gol de empate. Jogada que começou em Camutanga e chegou em Júnior Tavares que cruzou na área e Caio Dantas de cabeça deixou tudo igual. A virada foi questão de tempo e em cinco minutos veio. Matheus Jesus finalizou a bola voltou nele e ele ficou livre com Tadeu, mas o goleiro defendeu lindamente, mas na volta, Vinicius tocou para o volante agora tranquilo, colocar o segundo gol para o Timbu. O time esmeraldino buscou as jogadas no contra-ataque e quase empatou. Manga achou Élvis livre que de longe finalizou, mas Anderson tirou para escanteio. No final do primeiro tempo, Manga recebeu de Tadeu e tirou da marcação e ia tirando de Anderson, mas o goleiro defendeu no canto. No último lance do jogo, excelente contra-ataque puxado por Vinícius que mandou na área, resvalou em Jean Carlos e Jaílson perdeu o que seria o terceiro gol do Náutico.

Segundo tempo

O Náutico mesmo na frente do placar, voltou com uma mudança. O timbu com sete minutos chegou a fazer o terceiro, com Jean Carlos, mas em posição irregular, o lance foi invalidado. Com mudanças no Goiás, quase o empate saiu dos pés de Welliton que driblou o goleiro, mas chutou fraco, dando tempo de Camutanga tirar a bola próxima do gol. O terceiro gol do Náutico saiu com o zagueiro que salvou o timbu, Camutanga. Ele recebeu da direita e fez a função de atacante e bateu colocado no canto de Tadeu. Emoção até o final e Artur cruzou na cabeça de Dadá Belmonte que sozinho cabeceou no canto contrário de Anderson, para marcar o segundo do Goiás. Nem os oito minutos de acréscimos foram suficientes para o time esmeraldino empatar e assim, mais uma derrota para o Goiás. (Especial para O Hoje)

Ficha Técnica:

Náutico 3×2 Goiás

Data: 05 de outubro de 2021

Horário e local: 21h30, estádio dos Aflitos, Recife-PE

Arbitragem: Ricardo Marques Ribeiro (MG); assistentes: Felipe Alan Costa de Oliveira (MG) e Celso Luiz da Silva (MG); quarto árbitro: Paulo Belence Alves dos Prazeres Filho (PE).

Gol: Caio Dantas 23’1T, Matheus Jesus 28’1T, Camutanga 29’2T (Náutico); Alef Manga 8’1T , Dadá Belmonte 42’2T (Goiás)

Náutico: Anderson; Hereda (Jeferson), Rafael Ribeiro (Yago), Camutanga, Júnior Tavares; Matheus Jesus (Matheus Trindade), Rhaldney (Djavan), Jean Carlos; Jaílson, Caio Dantas (Álvaro) e Vinícius. Técnico: Hélio dos Anjos.

Goiás: Tadeu; Ivan (Carlos Vinicius), David Duarte, Reynaldo, Artur; Diego, Fellipe Bastos (Bruno Mezenga), Luan Dias (Dadá Belmonte), Élvis (Albano); Alef Manga e Nicolas (Welliton). Técnico: Marcelo Cabo.

Veja Também