Marcelo Cabo explica mudança de Nicolas por Wellinton no segundo tempo: “Questão plenamente tática”

O Goiás conseguiu na noite da última sexta-feira (15), uma vitória importante no campeonato brasileiro da Série B visando o acesso para

Postado em: 17-10-2021 às 14h30
Por: Victor Pimenta
Treinador também destacou coletivo em partida com grandes atuações individuais | foto: Rosiron Rodrigues / Goiás EC

O Goiás conseguiu na noite da última sexta-feira (15), uma vitória importante no campeonato brasileiro da Série B visando o acesso para a primeira divisão. A vitória por 3 a 1 sobre o CSA, no estádio Hailé Pinheiro mostrou o time que o torcedor quer ver brigando a cada jogo pela subida de divisão.

Antes mesmo da partida acontecer, a torcida esmeraldina fez antes uma linda festa recepcionando os jogadores na entrada da Serrinha. Com sinalizadores verdes, o time entrou em campo mais motivado e a ajuda da torcida nas arquibancadas também influenciou o bom futebol promovido pelo Goiás diante do CSA.

“Essa festa que a torcida fez e o que eles moveram antes da partida, impulsionou muito os jogadores, mexeu muito com eles e precisávamos dessa resposta ao nosso torcedor. Me deixa muito alegre porque a gente precisava pontuar e o Goiás fez oito gols em três jogos e a equipe se encontrou novamente. A equipe está com um grande volume de jogo e dez dias de treinamento interfere muito na progressão do trabalho e todas as vezes que tivemos uma semana aberta a gente conseguiu trabalhar bastante aquilo que vinha nos incomodando que era tomar muitos gols de cruzamento e essa semana pude corrigir no vídeo, levar para o campo. Queria muito que não tivéssemos tomado gol esse jogo, mas foi uma bola que bateu, rebateu e sobrou para o jogador do CSA”, disse Marcelo Cabo.

Continua após a publicidade

Há nove jogos sem marcar, o atacante Nicolas se sente incomodado com essa seca. Seu último jogo foi ainda na vitória sobre o Confiança por 2 a 1, mas isso não abala o jogador que tem contribuído de outras formas em campo e Marcelo Cabo falou o porquê da mudança dele na segunda etapa, quando o time já vencia por 3 a 0.

“Nicolas fez uma grande partida e acho eu que foi uma das melhores partidas que ele fez. Ele ganhou a primeira bola, segurou a primeira bola, fez bem a parede, movimentou bem e foi intenso na marcação. Foi uma questão plenamente tática. Estávamos 3 a 0 e a linha do CSA começou a ficar muito alta e tenho jogadores com características diferentes e o melhor que tenho de velocidade que ataca a linha é o Wellinton. Como subiram muito a linha e compactaram aquele espaço em que o Nicolas estava jogando entre as duas linhas, dificultou muito. Então foi somente uma questão tática”, ressaltou o treinador.

O meia Luan Dias voltou a marcar e com quatro gols, todos na Serrinha, teve uma excelente atuação, assim como o lateral-esquerdo Hugo, que voltou de lesão e também deixou o seu gol. Élvis em uma noite inspirada contribuiu com duas assistências e Manga mesmo sem fazer gol, mostrou evolução no jogo coletivo, o que Marcelo Cabo destacou sendo o principal fator na vitória esmeraldina.

“Não só o Luan (Dias), não só o Élvis e não só o Hugo, mas eu tenho que individualizar alguém hoje nessa parte e que ajudou muito foi o conjunto. O que o Manga evoluiu hoje e nos dois jogos sem a bola, o que ele recompôs, fechou a diagonal, competiu com o lateral-direito foi coisa que a gente trabalhou bastante e ele entendeu. Fico feliz de ter esses dez dias e essa vitória foi fruto dessa entrega desses jogadores nos treinamentos, porque a gente precisou bastante coisa no sistema defensivo, bolas aéreas e hoje foi uma partida impecável. Se conseguirmos colocar em prática toda a qualificação, individual e coletivo, com essa intensidade e esse nível de concentração, estaremos muito perto de buscar nossos objetivos”, concluiu o treinador.

A equipe esmeraldina volta a campo já na próxima terça-feira (19), quando viajam para enfrentar o Londrina, às 19 horas, no estádio do Café. O time paranaense atualmente ocupa a zona de rebaixamento, brigando pela permanência na Série B.

Veja Também