Janderson brilha, Atlético-GO vira contra Atlético-MG e encerra jejum como mandante

Postado em: 17-10-2021 às 20h12
Por: Felipe André
Autor do primeiro gol, Janderson também deu a assistência para gol da virada contra o Atlético-MG, marcado por Oliveira | Foto: Afonso Cardoso

O jejum chegou ao fim. Após 10 jogos sem saber o que era vencer como mandante, o Atlético Goianiense virou e venceu o líder da competição, o Atlético-MG por 2 a 1, na noite deste domingo (17/10), no estádio Antônio Accioly. Os gols foram marcados por Janderson e Oliveira para os donos da casa, enquanto Nathan Silva balançou a rede para os visitantes. Com o resultado, o Dragão chega aos 34 pontos e o Galo estaciona com 56.

Eduardo Souza além da necessidade de fazer uma mudança no meio-campo, pela ausência de Matheus Barbosa, decidiu fazer uma segunda troca. O treinador iniciou com João Paulo no banco de reservas, após o atleta ter perdido o treinamento de sábado pela manhã, por conta de um assunto pessoal, e só ter treinado sozinho à tarde. Apesar disso, o meia entrou no intervalo do jogo.

Dentro de campo, o Atlético Goianiense ensaiou uma pressão nos primeiros minutos, apoiado pelos torcedores, mas isso acabou rapidamente. O Atlético-MG, líder da competição, tomou conta da partida e dominou as principais ações, mas o rubro-negro não “vendeu barato” e com muita disposição física, tentou igualar a possibilidade na velocidade e foi assim que criou as principais oportunidades. A melhor foi com Janderson, que após jogada individual, parou na defesa de Everson, que na sequência também defendeu a finalização de Zé Roberto.

Pelo lado dos visitantes muita reclamação. Ainda no começo do jogo, após cruzamento pelo lado direito, Baralhas faz o corte e a bola pega no braço do jogador. O árbitro de vídeo, Péricles Bassols, sugeriu a revisão, mas Raphael Claus manteve a decisão de campo e não apontou a penalidade para o time mineiro.

Apesar da maior posse de bola, o Atlético-MG não levou perigo ao goleiro Fernando Miguel no primeiro tempo. Hulk e Nacho encontraram pouco espaço e as jogadas pelas laterais com Arana e Guga não resultaram em lances perigosos a favor do time mineiro. Sem mexer no intervalo, os visitantes mantiveram o controle do duelo e conseguiram abrir o placar.

Após cobrança de escanteio, Nathan Silva subiu mais alto e cabeceou para o fundo da rede, sem chances ao goleiro Fernando Miguel. O defensor, que estava emprestado ao Atlético-GO no começo da temporada, decidiu não comemorar. Foi justamente do Nathan Silva, o gol que deu a última vitória do Dragão como mandante, diante do Fluminense.

A vantagem, entretanto, durou pouco. Marlon Freitas que havia entrado minutos antes, após se recuperar de uma lesão no pé esquerdo, deu uma bela assistência para Janderson, que saiu cara a cara com Everson e tocou na saída do goleiro. Com os ânimos mais exaltados, alguns torcedores do Atlético-MG que estava no Accioly começaram a comemorar e a Polícia Militar então “improvisou” um setor de visitantes para evitar maiores problemas.

E a virada aconteceu já nos minutos finais. Após a entrada de Oliveira como lateral-direito, já que Arnaldo passou mal e precisou sair, o zagueiro foi para as redes assim como em 2020 que também havia marcado contra os mineiros. Janderson, que marcou o primeiro gol, cruzou rasteiro para o defensor, que dominou e bateu para estufar a rede de Everson. O tento determinou o fim do jejum que durava 10 jogos sem vencer como mandante.

Na próxima rodada, o Atlético Goianiense atua novamente no estádio Antônio Accioly. O rubro-negro recebe o Grêmio, na segunda-feira (25), da próxima semana, às 20h (horário de Brasília). O Atlético-MG, por sua vez, recebe o Cuiabá, no Mineirão, um dia antes, às 16h.

FICHA TÉCNICA

Atlético-GO 2×1 Atlético-MG

Data: 17 de outubro, 2021

Horário: 18h15 (de Brasília)

Local: Estádio Antônio Accioly, em Goiânia-GO

Árbitro: Raphael Claus (Fifa/SP)

Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (Fifa/SP) e Evandro de Melo Lima (SP)

VAR: Péricles Bassols Pegado Cortez (SP)

Gols: Janderson e Oliveira (ACG) e Nathan Silva (CAM)

Atlético-GO: Fernando Miguel; Arnaldo (Oliveira), Wanderson, Éder e Igor Cariús; Willian Maranhão, Gabriel Baralhas (Marlon Freitas) e André Luis (Jefferson); Ronald (João Paulo), Janderson e Zé Roberto (Brian Montenegro). Técnico: Eduardo Souza

Atlético-MG: Everson; Guga (Hyoran), Nathan Silva, Alonso e Guilherme Arana; Allan, Tchê Tchê (Borrero), Zaracho (Calebe) e Nacho; Keno (Sasha) e Hulk. Técnico: Cuca

Compartilhe: