Rodrigues reitera desejo de permanecer para a disputa da Série C: “Pretendo seguir fazendo história”

Postado em: 18-10-2021 às 14h11
Por: Victor Pimenta
Titular da Cidinha, lateral-esquerdo tem contrato com o Goiás até o final de 2022 | foto: Heber Gomes

O dia 16 de outubro de 2021 foi uma data histórica que será marcada por anos para o torcedor da Aparecidense. Um ano após bater na trave em relação ao acesso, a Cidinha finalmente alcançou a Série C após eliminar o Uberlândia (primeira partida vencendo por 1 a 0 e a segunda empatando em 1 a 1).

O acesso também ficará marcado para Gabriel Rodrigues, criado em Aparecida de Goiânia e que comentou a sensação de fazer parte da história da Aparecidense.

“Eu fico muito feliz, igual eu falei antes em uma entrevista que eu dei. Sou do Garavelo, sou de Aparecida, então para mim é muito gratificante e sinto como se eu tivesse subido minha família”, ressaltou o lateral-esquerdo, em entrevista exclusiva para o Jornal OHoje.

Após um começo difícil e pegado para ambos os lados, o lateral-esquerdo admitiu a ansiedade de marcar o primeiro gol logo para tirar aquele peso das costas. A Aparecidense que buscou mais o gol em ambos os tempos, conseguiu fazer no final e enfim concretizar o acesso que proporcionou uma felicidade para todos que trabalham no clube.

“No primeiro jogo tivemos oportunidade de fazer mais gols e não conseguimos concluir. Viemos para o segundo jogo querendo começar os primeiros minutos ali em cima para eles não gostarem do jogo, mas com certeza a gente fica ansioso, ficamos na expectativa de subir não só por nós, mas pelos nossos familiares de todo mundo, pelos funcionários que fazem um trabalho espetacular aqui”, disse Rodrigues.

Atualmente, Gabriel Rodrigues está emprestado à Aparecidense até o final da temporada. O jogador que pertence ao Goiás e tem contrato até 2022, agradeceu o clube que o revelou, mas demonstrou querer permanecer na Cidinha no próximo ano, para seguir fazendo história.

“Um lugar que me fez sentir feliz. Agradeço ao Goiás pela minha formação, por toda oportunidade que me deram e a educação que eu tenho hoje foi forjada deles, mas é um lugar que me pôs na vitrine (a Aparecidense). Então, agradeço muito a Aparecidense, é um time que sempre vou torcer, que terei aquele carinho e pretendo ficar mais aqui sim, seguir fazendo história e conseguir subir para a Série B ano que vem, se Deus quiser”, pontuou o jogador.

Gabriel Rodrigues comemora acesso inédito da Aparecidense à Série C após empate diante do Uberlândia | foto: Victor Pimenta / Jornal OHoje
Compartilhe: