Atlético-MG informa que vai pedir o áudio do VAR em duelo contra o Atlético-GO por reclamação de pênalti

O Atlético Goianiense voltou a vencer como mandante após 10 partidas de jejum no estádio Antônio Accioly, mas o duelo segue repercutindo.

Postado em: 18-10-2021 às 19h17
Por: Felipe André
Raphael Claus comandou o jogo entre Atlético-GO e Atlético-MG neste último final de semana, em Goiânia | Foto: Bruno Corsino/ACG

O Atlético Goianiense voltou a vencer como mandante após 10 partidas de jejum no estádio Antônio Accioly, mas o duelo segue repercutindo. O rubro-negro bateu o líder da competição, o Atlético-MG, de virada na noite deste último domingo (17/10). O clube mineiro na noite desta segunda-feira (18/10) divulgou uma nota oficial em suas redes sociais contra a arbitragem de Raphael Claus e informou que vai solicitar junto a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o áudio da cabine do VAR, que foi comandado por Péricles Bassols.

A reclamação do time mineiro fica por conta de um possível pênalti do volante Baralhas. Ainda no primeiro tempo, quando o placar estava 0 a 0, após um cruzamento do lado direito de ataque do Atlético-MG, o clube alega um toque claro de mão do jogador. O VAR chamou Raphael Claus para a revisão, que após rever o lance na beira do gramado, optou por manter a decisão de campo e não concedeu a penalidade. No segundo tempo, os visitantes até abriram o placar, mas sofreram a virada com gols de Janderson e Oliveira.

A equipe mineira tem uma reunião agendada nesta quinta-feira (21/10) com a CBF, onde estará presente o presidente Sérgio Coelho e o vice-presidente José Murilo Procópio. Segundo a nota oficial, o árbitro Raphael Claus demonstrou “absoluta falta de critério, padrão e transparência nas decisões que tem tomado, em lances equivalentes”. Além disso, ainda decidiu “apelar para o bom senso, solicitando à CBF que não escale nenhum árbitro do RJ (nem mesmo auxiliar do VAR) em jogos do Atlético, tampouco representantes de MG, em jogos do Flamengo”.

Continua após a publicidade

Veja Também