Higo Magalhães enaltece empenho de atletas após “maratona”

Na visão do treinador, seus comandados, mesmo sem conseguirem derrotar os alagoanos, o deixaram orgulhoso pelo trabalho e por tudo que fizeram em campo.

Postado em: 19-10-2021 às 19h21
Por: Breno Modesto
Para o comandante vilanovense, seus atletas estão provando que são “fortes” | Foto: Afonso Cardoso

Na última segunda-feira (18), o Vila Nova chegou a sete jogos de invencibilidade na Série B do Campeonato Brasileiro. Jogando diante de seu torcedor, no Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, o time comandado pelo técnico interino Higo Magalhães ficou no 0 a 0 contra o CRB. Apesar do bom desempenho recente da equipe colorada, o torcedor vilanovense voltou para casa com o sentimento de que poderia ter visto o Tigre derrotar o Galo, que estava com um jogador a menos durante todo o segundo tempo do confronto.

Na visão do treinador, seus comandados, mesmo sem conseguirem derrotar os alagoanos, o deixaram orgulhoso pelo trabalho e por tudo que fizeram em campo. Apesar de toda a dificuldade na logística de retorno à Goiânia, por conta de uma queda de energia durante o jogo contra o Brasil de Pelotas, que começou na sexta-feira (15) e terminou apenas no sábado (16), Higo conta que os jogadores estavam empenhados em disputar a partida.

“Era uma situação que nos preocupava muito. Mas entendíamos que a vontade deles (jogadores) de estarem em campo, representando o Vila Nova, era muito grande. Com toda sinceridade, eu saio orgulhoso do trabalho e de tudo que os atletas fizeram. Tivemos um grande problema na rodada passada e chegamos em Goiânia na véspera do jogo (contra o CRB), mas mostramos que somos fortes. Nós estamos fortes. Muito mérito dos atletas, que incorporaram o que representa jogar no OBA, na frente da torcida, o que representa vestir a camisa do Vila Nova. Por detalhe, não ganhamos o jogo”, disse Higo.

Continua após a publicidade

Copa Verde

Após o empate com o Galo da Pajuçara, o Tigre terá de “mudar a chave” e voltar seu foco para outra competição. A Copa Verde, onde fará sua estreia nesta quinta-feira (21). Às 19h30, o Colorado recebe, no OBA, a equipe do Rio Branco de Venda Nova, no Espírito Santo. O confronto, que será disputado em jogo único, é válido pela segunda fase do torneio.

Vindo de uma maratona de dois jogos em três dias e tendo que jogar novamente pela Segundona já no próximo domingo (24), Higo Magalhães diz que não poderá usar força máxima diante do Brancão.

“Humanamente, é impossível colocá-los em campo. Principalmente quem jogou contra o Brasil de Pelotas e contra o CRB. Tivemos que terminar o jogo em dois dias em Pelotas (por falta de energia). Chegamos na véspera de mais um jogo, valorizo nosso departamento físico e nosso departamento médico, além do nosso fisiologista”, comentou o treinador.

Veja Também