Com direito a lei do ex, Atlético-GO e Juventude empatam no Accioly

O jejum de vitórias do Atlético Goianiense permanece na Série A. O rubro-negro chega ao sétimo jogo sem saber o que é

Postado em: 23-11-2021 às 20h53
Por: Felipe André
Rubro-negro saiu na frente do placar, mas com direito a lei do ex nos minutos finais, sofreu o empate contra o Juventude | Foto: Afonso Cardoso

O jejum de vitórias do Atlético Goianiense permanece na Série A. O rubro-negro chega ao sétimo jogo sem saber o que é triunfar, pois ficou no empate por 1 a 1 diante do Juventude, na noite desta terça-feira (23/11), em partida atrasada pela 30ª rodada. Os gols foram marcados por Zé Roberto e Ricardo Bueno. Com o resultado, o Dragão chega aos 41 pontos, enquanto os gaúchos pulam para 40.

Mesmo com o retorno de Igor Cariús, Marcelo Cabo optou por iniciar a partida com Arthur Henrique e foi justamente a única mudança em relação ao time que empatou contra o Ceará. A venda promocional de ingressos resultou em casa cheia do Atlético Goianiense que precisou diminuir o espaço que estava reservado para o Juventude, que poucos compareceram, para acomodar o público rubro-negro.

Dentro de campo, com o apoio da arquibancada e contra um time que tem a cara do treinador, o Atlético Goianiense decidiu propor a partida desde o primeiro minuto. Com pouco espaço para a rápida transição, o Juventude se limitou a defender, como é o ponto forte de Jair Ventura. Do lado mandante, uma sequência de chances desperdiçadas com Brian Montenegro, Dudu, André Luis, João Paulo e Janderson.

Continua após a publicidade

A infelicidade ficou por conta do goleiro Fernando Miguel. O arqueiro que recebeu dois atendimentos ao longo da partida, precisou ser substituído por Luan Polli, que realizou a sua estreia com a camisa atleticana. O experiente camisa 1 do Dragão sentiu uma indisposição estomacal e precisou deixar o gramado, mas será reavaliado hoje.

Na segunda etapa, o Atlético Goianiense não voltou com a mesma intensidade e viu o Juventude criar as melhores oportunidades no primeiro terço do jogo. Porém, como futebol não é uma matemática exata, o rubro-negro foi o primeiro a balançar a rede e foi para quebrar um longo jejum. Minutos após entrar em campo, Zé Roberto recebeu na entrada da pequena área, driblou o marcador e finalizou cruzado, sem chances para Douglas, para estufar a rede e acabar com a sina que já durava 13 partidas.

O gol, porém, não foi o suficiente para o Atlético Goianiense quebrar o jejum de vitórias. Com direito a lei do ex na assistência e no gol, o Juventude conseguiu o empate, após Ricardo Bueno receber de Chico e tocar por cima de Luan Polli. Já nos minutos finais, o empate foi muito celebrado pela equipe gaúcha dentro do Antônio Accioly.

O Atlético Goianiense volta aos gramados já nesta sexta-feira (26) quando vai encarar a Chapecoense, que já está rebaixada. O duelo acontece na Arena Condá, às 21h30 (horário de Brasília). O Juventude, por sua vez, vai encarar o Red Bull Bragantino na próxima terça-feira (30), às 19h.

FICHA TÉCNICA

Atlético-GO 1×1 Juventude

Data: 23 de novembro, 2021

Horário: 19h (de Brasília)

Local: Estádio Antônio Accioly, em Goiânia-GO

Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (Fifa/SP)

Assistentes: Daniel Luis Marques (SP) e Evandro de Melo Lima (SP)

VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (Var-Fifa/SP)

Gols: Zé Roberto (ACG) e Ricardo Bueno (JUV)

Atlético-GO: Fernando Miguel (Luan Polli); Dudu (Arnaldo), Éder, Pedro Henrique e Arthur Henrique (Igor Cariús); Willian Maranhão, Marlon Freitas e João Paulo; Janderson, André Luis (Ronald) e Brian Montenegro (Zé Roberto). Técnico: Marcelo Cabo

Juventude: Douglas; Michel Macedo, Vitor Mendes, Rafael Forster e William Matheus (Chico); Jadson (Bruninho), Dawhan (Rafael Bilu), Guilherme Castilho e Wescley (Capixaba); Sorriso e Ricardo Bueno (Roberson). Técnico: Jair Ventura

Veja Também