De volta ao Goianésia, Edson Júnior espera repetir bom desempenho da primeira passagem pelo clube

Postado em: 25-11-2021 às 09h00
Por: Breno Modesto
Em 2019, Edson Júnior dirigiu o Goianésia nas cinco primeiras partidas do Campeonato Goiano daquele ano | Foto: Breno Modesto

Restando pouco mais de dois meses para o início do Goianão de 2022, as equipes começam a se mexer para a competição. Depois do Grêmio Anápolis, atual campeão, foi a vez do Goianésia anunciar o nome do treinador que comandará sua equipe no torneio estadual.

Em suas redes sociais, o Azulão do Vale confirmou a chegada de Edson Júnior, que retorna ao time do Vale do São Patrício depois de quase três anos. Com boas expectativas, o treinador espera ter um bom desempenho em seu retorno ao Goianésia, como aconteceu em 2019, em sua primeira passagem. 

“A expectativa é a melhor possível, principalmente por saber que o clube nos dá a condição de contratar bem e de ser um bom pagador. Então, sempre que alguém busca informações sobre o Goianésia, as informações são as melhores. Então, por ter todas as condições de montar um elenco forte, as expectativas são as melhores possíveis. Mas não adianta só termos expectativas e não fazer com elas se tornem certezas. É o que vamos fazer, como fizemos em 2019”, disse Edson Júnior.

De acordo com o próprio comandante, um dos motivos que o levaram a acertar seu retorno ao Azulão do Vale foi a maneira da diretoria dar respaldo aos treinadores que passam por lá, sem interferir no que é feito pela comissão técnica e sempre com o propósito de montar um elenco forte.

“É um clube onde as pessoas já me conhecem, que não ficam questionando todo e qualquer processo da comissão técnica e permitem com que você trabalhe. É claro que eles exigem ser vitoriosos, mas nos permitem trabalhar. E isso é muito importante”, comentou o treinador.

Pelo lado da diretoria, o presidente do clube, Marco Antônio Maia, não esconde sua admiração por Edson Júnior e diz que, com pouco tempo de competição, era necessário trazer alguém que conhecesse bem o Goianão.
“Eu sempre gostei muito do Edson (Júnior). Ele teve uma boa passagem pelo Goianésia, em 2019. E eu confio muito nele. É o perfil de treinador que o Goianésia vem trabalhando nos últimos anos. O Campeonato Goiano é muito curto. Nós não temos tempo para errar. Então, a opção pelo Edson (Júnior) além do conhecimento da estrutura do Goianésia, é também por conhecer a dinâmica do futebol goiano”, disse o presidente do Azulão.

Compartilhe: