Diretor do Grêmio Anápolis vê justo critério em sorteio dos grupos: ‘Somos os atuais campeões’

Postado em: 25-11-2021 às 13h00
Por: Victor Pimenta
Raimundo Silva também comentou sobre o planejamento da raposa visando a temporada 2022 | foto: Breno Modesto / Jornal O Hoje

Foram definidos os grupos do Goianão 2020 na tarde da última terça-feira (23/11), no conselho técnico realizado pela FGF (Federação Goiana de Futebol). Nele estavam presentes os representantes dos doze clubes que disputarão a elite estadual na próxima temporada.

Atuais campeões do torneio, o Grêmio Anápolis foi cabeça de chave do grupo A, onde terá a presença também de Goiás, Anápolis, Jataiense, Goianésia e Morrinhos. Os times duelam entre si no grupo e os quatro melhores se classificam para as quartas-de-final. O último de cada grupo é rebaixado.

“A questão de sermos cabeças de chave foi mais do que justo porque fomos e somos os atuais campeões goiano. Sobre o sorteio, achei justo também, porque normalmente não sabemos e não temos previsão do que vai vir vindo da federação, em relação a arbitragem, hotel, alimentação e viagens, então, digamos que ficou mais regionalizado e não se utilizou o critério técnico, mas foi um critério muito justo”, comentou Raimundo Silva, diretor administrativo e financeiro do Grêmio Anápolis em entrevista ao nosso repórter Breno Modesto.

A preparação visando a próxima temporada já se inicia no dia 13 de dezembro. O Grêmio Anápolis que se sagrou campeão goiano em 2021, terá um calendário extenso em 2022, porque além do estadual, a equipe ainda terá pela frente as disputas da Copa do Brasil e Série D. A respeito do elenco, Raimundo acredita que manterão o mesmo perfil traçado com que vem trabalhando nos últimos anos: jovens com potencial de venda futura visando o futebol exterior.

“Não iremos mudar a questão do nosso perfil. Até mesmo porque o Grêmio é uma empresa e ela precisa de receitas para sobreviver, mas eu diria para você que dentro da juventude, na faixa média em torno de 22, 23 anos, devem ter uns três, quatro jogadores com uma idade mais avançada, 26, 27 anos no máximo e que possam dar aquela mesclada no bolo, na equipe, para que a gente possa honrar e precisamos ter a responsabilidade de campeão goiano manter a equipe para que possamos chegar a final do Goiano de 2022”, concluiu o dirigente do Grêmio Anápolis.

Compartilhe: