Jogadores em fim de contrato: veja quinze nomes que poderiam reforçar o Goiás na Série A

Postado em: 29-11-2021 às 13h00
Por: Victor Pimenta
Pelo Brasileirão 2020, Gilberto marcou gol na equipe esmeraldina; gostaria de ver ele com a camisa do Goiás em 2022? | foto: Felipe Oliveira / Bahia

O fim da temporada 2021 chegou, mas a diretoria do Goiás não deve ter descanso já pensando no próximo ano quando a equipe esmeraldina retorna a Série A do Brasileirão. Visando reforçar o elenco e com bons nomes em fim de contrato, o jornal O Hoje listou quinze atletas que poderiam chegar a custo zero ao clube para 2022.

Goleiros:

Jaílson (Palmeiras) – Embora Tadeu seja titular absoluto e com contrato com o Goiás até 2023, o nome do goleiro palmeirense pode ser uma opção para o banco de reservas esmeraldino visando a longa sequência na temporada em que o clube tem em disputa o Goianão, Copa do Brasil e Série A. Ele tem 40 anos e está no Palmeiras desde 2014.

Matheus Cavichioli (América Mineiro) – Outra boa opção é o goleiro do América Mineiro que vem fazendo uma excelente temporada pelo clube que deve permanecer na Série A na próxima temporada.

No elenco esmeraldino já tem: Tadeu, Marcelo Rangel, Matheus e Márcio Victor.

Laterais-esquerdos:

Edimar (RB Bragantino) – O jogador experiente tem passagens por clubes importantes como Cruzeiro, São Paulo e está no Bragantino desde 2020. Além de disputar posição com Luan Cândido, Edimar com seus 35 anos é titular da equipe e seria uma excelente opção para a equipe esmeraldina que sofre nos últimos anos com a lateral-esquerda.

Zeca (Vasco/Internacional) – Jovem promessa do Santos e campeão olímpico, o jogador acabou não tendo boas temporadas após sua saída da equipe paulista. Passou pelo Internacional, Bahia e recentemente estava no Vasco. Além da lateral-esquerda, o jogador de 27 anos também pode atuar na lateral-direita.

Egídio (Fluminense) – Velho conhecido do torcedor esmeraldino, o lateral fez parte da campanha do título da Série B de 2012. Hoje com 35 anos, vem sendo titular no Fluminense, mas a equipe não deve renovar seu contrato. A probabilidade de um acerto com o jogador é considerada difícil, já que o atleta tem proposta do mundo árabe.

No elenco esmeraldino já tem: Hugo, Artur, Rodrigues (estava emprestado à Aparecidense, mas deve retornar em 2022) e Juan Pablo (ainda atuando no Sub-20).

Laterais-direitos:

Victor Ferraz (Grêmio) – Pouco aproveitado no Grêmio, o jogador de 33 anos não deve ter seu vínculo renovado com a equipe em que vem em baixa na Série A e podendo ser rebaixada para a Série B. O jogador já conhece o futebol goiano, onde passou por Vila Nova e Atlético Goianiense.

No elenco esmeraldino já tem: Apodi e Ivan.

Zagueiros:

Ernando (Vasco) – Livre no mercado e velho conhecido do torcedor esmeraldino, o jogador de 33 anos não fez uma boa temporada vestindo as cores do Vasco e acabou sendo afastado do elenco ainda durante a sequência na Série B. Ele chegaria para dar experiência na defesa do Goiás, clube onde foi revelado.

Éder Graminho (Atlético Goianiense) – O jogador de 26 anos tem seu vínculo com o Atlético Goianiense encerrando no final de 2021 e já adaptado a Goiânia, não teria dificuldades em mudar de cidade ao trocar o rubro-negro pelo esmeraldino. Com a saída de David Duarte, o sistema defensivo precisará de um zagueiro que tem boa impulsão e se lança ao ataque em busca também de marcar os seus gols.

No elenco esmeraldino já tem: Reynaldo, Matheus Salustiano, Iago Mendonça e Jackson Souza (ainda no Sub-20).

Volantes:

Wellington (Fluminense) – Revelado na base do São Paulo, o jogador tem um extenso currículo com grandes times e grandes títulos. Passou por Internacional, Vasco, Athletico Paranaense e está no Fluminense desde o início do ano. Vem sendo pouco aproveitado na Série A e não deve renovar no tricolor carioca, sendo uma boa opção no mercado.

Rodrigo Lindoso (Internacional) – O volante de 32 anos é uma opção mais difícil no mercado. Apesar do fim de contrato com o Internacional, o jogador não deve permanecer no Brasil no próximo ano, mas seria uma excelente opção como primeiro volante na equipe esmeraldina que sofreu um pouco na Série B tendo que improvisar jogadores por conta do excessivo número de faltas que geraram cartões amarelos, por vezes os mesmos desfalcando a equipe. Ele está no clube gaúcho há três temporadas.

No elenco esmeraldino já tem: Rezende, Fellipe Bastos, Caio Vinícius, Miguel Figueira, Lucas Black, Henrique Lordelo e Nathan.

Meias:

Rodriguinho (Bahia) – Campeão brasileiro por Corinthians e Cruzeiro, o meia de 30 anos seria uma excelente opção para a disputa com Élvis, que foi um dos destaques da equipe esmeraldina, sendo o jogador com mais assistências na Série B, onze no total. A situação de Rodriguinho no entanto é difícil, visto que ele é bastante querido pelo torcedor e pela diretoria. Titular absoluto no Bahia, a tendência é que ele siga em solo baiano também na temporada 2022.

Marquinhos Gabriel (Vasco) – O meia de 31 anos também pode atuar na ponta e fez uma temporada boa pelo Vasco, apesar da equipe não ter conquistado o acesso. Seu melhor ano foi com a camisa do Santos em 2015, depois disso atuou no futebol árabe e passou por Corinthians, Athletico Paranaense e Cruzeiro. Não deve ter seu vínculo com a equipe carioca renovado.

No elenco esmeraldino já tem: Élvis, Albano, Dieguinho, Luan Dias e Daniel de Pauli.

Atacantes:  

Gilberto (Bahia) – Artilheiro onde passa, o centroavante de 32 anos cairia como uma luva no ataque do Goiás. No Bahia há quatro anos, seu ciclo pode ser encerrado no final de 2021 e com isso ele irá em busca de um clube. O Goiás tem dois centroavantes (Nicolas e Bruno Mezenga), mas o segundo não deve permanecer no clube em 2022, assim trazendo Gilberto para disputar com o Cavani do Cerrado o posto de titular na Série A.

Rossi (Bahia) – O ponta é peça fundamental no time do Bahia que ao contrário dos últimos anos, tem brigado contra a zona de rebaixamento na atual temporada. O jogador de 28 anos está no clube baiano há dois anos e já teria suas portas abertas para voltar para o Goiás, onde jogou a Série B de 2016 pela equipe e conquistou o coração do torcedor esmeraldino.

Geuvânio (Chapecoense) – Seu nome já foi especulado anos atrás pelo próprio Goiás, mas acabou não dando negócio. Agora o atacante não deve permanecer na Chapecoense e nem terá seu contrato renovado com o Athletico Paranaense, facilitando sua vinda para o clube esmeraldino. O canhoto passou por equipes ainda como Flamengo e Atlético Mineiro, mas não demonstrou o mesmo futebol quando jogava no Santos.

No elenco esmeraldino já tem: Alef Manga, Nicolas, Dadá Belmonte, Welliton, Bruno Mezenga, Sandrinho, Lucas Emmanuel e Pedro Bahia.

Compartilhe: