Atlético Goianiense vira sobre Internacional e vê vaga na pré-Libertadores mais próxima

O Atlético Goianiense conquistou sua terceira vitória seguida na Série A e a segunda no Sul do país. O time rubro-negro venceu

Postado em: 06-12-2021 às 22h20
Por: Victor Pimenta
Janderson foi autor do gol da virada rubro-negra diante do Internacional, que colocou Atlético na primeira parte da tabela | foto: Elton Silveira / Gazeta Press

O Atlético Goianiense conquistou sua terceira vitória seguida na Série A e a segunda no Sul do país. O time rubro-negro venceu o Internacional de virada por 2 a 1, na noite desta segunda-feira (6), no estádio do Beira-Rio e mira alto, agora podendo beliscar uma vaga na pré-Libertadores. Yuri Alberto marcou para os colorados, enquanto Baralhas e Janderson viraram para a equipe rubro-negra.

Primeiro tempo

Quarenta e cinco minutos bastante movimentados e o Internacional tomou conta do jogo na maior parte do primeiro tempo, chegando mais vezes ao gol, porém, desperdiçando muitas chances. Pelas laterais foram onde levaram mais perigo, com Moisés e Saravia. A primeira chegada veio com Yuri Alberto. O atacante recebeu de Edenílson e bateu cruzado, mas Fernando Miguel defendeu tranquilamente. Novamente ele teve a chance de abrir o placar e livre recebeu do lateral-esquerdo, mas mandou para fora.

Continua após a publicidade

O Atlético então respondeu à altura e em uma tabela de Montenegro com Marlon Freitas, o volante fez belo lançamento para Rickson, que parou em Marcelo Lomba. Montenegro também levou perigo pelo alto após uma bela cabeçada, com o goleiro colorado espalmando. Baralhas também de cabeça carimbou o travessão. Após várias tentativas, o gol de Yuri Alberto veio. Taison e Lindoso tiveram a chance de ampliar, mas foi o Dragão quem marcou.

O volante Gabriel Baralhas recebeu da intermediária e de longe finalizou. A bola foi no ângulo, sem chances para Marcelo Lomba. Dois minutos depois, a virada do Atlético. Em contra-ataque, Arnaldo fica livre e cruza para Janderson também livre, virar o jogo no último lance do primeiro tempo.

Segundo tempo

Assim como na primeira etapa, o Internacional pressionou o Atlético Goianiense em seu campo de defesa devido ao resultado desfavorável no placar. Com mudanças nos dois times, o time colorado pareceu ficar próximo do segundo gol, mas a defesa rubro-negra muito bem colocada evitou que Fernando Miguel fosse vazado.

O atacante Yuri Alberto foi o que chegou com mais perigo e após receber na área, girou e bateu de canhota e desviou na defesa. No contra-ataque o Dragão então foi muito para cima e com muito perigo. Oliveira não deixou a bola passar na zaga e ainda teve fôlego para ir ao ataque e por pouco não fazer um golaço, porém finalizou para fora. Por pouco não sai um golaço de Willian Maranhão. O volante deu uma de atacante, foi ao ataque, cortou Saravia e na finalização, chutou na defesa que mandou para escanteio.

Yuri Alberto também tentou a assistência para Matheus Cadorini, que assustou Fernando Miguel. Marcelo Cabo então tratou de fechar sua defesa colocando mais um zagueiro e suportando a pressão colorada até o último segundo de jogo. No final do jogo, ainda teve a chance de Matheus Barbosa ampliar e fechar o resultado para o Dragão, mas ainda assim a vitória veio e com chances na última rodada de conseguir uma vaga na pré-libertadores. (Especial para O Hoje)

Ficha técnica:

Internacional 1×2 Atlético Goianiense

Data: 06 de dezembro de 2021

Horário e local: 20 horas, Beira-Rio, Porto Alegre

Arbitragem: Flávio Rodrigues de Souza (FIFA/SP); assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Evandro de Melo Lima (SP); quarto árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)

Gol: Yuri Alberto 32’1T (Internacional); Baralhas 44’1T e Janderson 46’1T (Atlético)

Internacional: Marcelo Lomba; Saravia (Matheus Cadorini), Bruno Méndez, Víctor Cuesta e Moisés; Rodrigo Dourado, Rodrigo Lindoso (Palacios), Edenilson, Patrick (Maurício); Taison e Yuri Alberto. Técnico: Diego Aguirre.

Atlético Goianiense: Fernando Miguel; Dudu, Éder Graminho, Oliveira, Arthur Henrique (Wanderson); Willian Maranhão, Marlon Freitas (Matheus Barbosa), Gabriel Baralhas, Rickson (Igor Cariús); Janderson (Ronald) e Brian Montenegro. Técnico: Marcelo Cabo.

Veja Também