HISTÓRICO! Ao lado de Anna Danilina, Beatriz Haddad avança à final do Australian Open

Postado em: 26-01-2022 às 23h37
Por: Ildeu Iussef
Bia Haddad é a primeira tenista brasileira a alcançar uma Final no primeiro Grand Slam do ano na Era Aberta do Tênis, que começou em 1968 | Foto: Jimmie48 Tennis Photography

A tenista Beatriz Haddad, de 25 anos, está na final da chave de duplas femininas do Australian Open e será a terceira brasileira a disputar uma final de Grand Slam.

Bia avançou à grande decisão nesta quarta-feira (26), ao lado da parceira cazaque Anna Danilina, de 26 anos. Elas venceram as japonesas Shuko Aoyama e Ena Shibahara por 2 sets a 1, com parciais de 6/3, 5/7 e 6/4, após 2h18 de partida na Rod Laver Arena.

Na grande final do Australian Open, que será disputada no próximo domingo (30), Beatriz Haddad e Anna Danilina vão enfrentar as tchecas Barbora Krejcikova e Katerina Siniakova, na Rod Laver Arena, às 01h da manhã (horário de Brasília).

Retrospecto

Maria Esther Bueno tem um título de duplas na Austrália ao lado de Christine Truman, em 1960. Ela também foi vice-campeã de simples e semifinalista de dupla em 1965. Seu último título de Grand Slam foi na chave de duplas no US Open de 1968, ao lado da australiana Margaret Court.

Outra brasileira a ter disputado uma final de Grand Slam foi Cláudia Monteiro, vice-campeã de duplas mistas em Roland Garros, em parceria nacional com Cássio Motta em 1982. 

O resultado de Bia Haddad reforça um ótimo momento das mulheres duplistas do país. Em setembro de 2021, Luisa Stefani, de 24 anos, chegou às semifinais do US Open e quebrou uma marca de 53 anos sem que uma brasileira alcançasse essa fase na chave de duplas femininas de um Grand Slam.

Salto no ranking e na premiação

A grande campanha em Melbourne também terá impacto no ranking de duplas e na premiação acumulada por Beatriz Haddad na carreira profissional. Por ter chego a semifinal, a paulistana pode entra para o top 50 do ranking mundial. Há duas semanas, antes do título em Sydney, ela aparecia apenas no 485º lugar do ranking, mas ganhou 332 posições com os 480 pontos conquistados pelo título.

Financeiramente, as duplas finalistas recebem 360 mil dólares australianos e as campeãs ganham 675 mil. Bia tem acumulado na carreira profissional um prêmio de US$ 1,136 milhão. E nos dois primeiros torneios da temporada, já havia recebido US$ 28.400.

Compartilhe: