Goiás apresenta oficialmente Luan, que explica escolha pelo clube: “Identificação com a região”

O Goiás apresentou de forma oficial seu mais novo reforço para a sequência da temporada, o meia-atacante Luan, que foi campeão da

Postado em: 14-02-2022 às 17h15
Por: Victor Pimenta
Atacante revelou que antes de se profissionalizar, jogou campeonatos regionais em Quirinópolis, além de gostar de futsal | foto: Rosiron Rodrigues / Goiás EC

O Goiás apresentou de forma oficial seu mais novo reforço para a sequência da temporada, o meia-atacante Luan, que foi campeão da Libertadores pelo Atlético Mineiro em 2013. O jogador demonstrou felicidade ao vestir a camisa esmeraldina, onde atuará pela primeira vez no estado como profissional.

Isso porquê, antes do meia-atacante se tornar profissional, revelou que já havia jogado no futebol goiano, onde morou em Quiriónopolis e isso pesou na escolha dele em aceitar a proposta esmeraldina. Antes disso, ele havia recusado o Santos.

“O que me fez vir para o Goiás foi a identificação que tenho na região, comecei no Quirinópolis, onde morei com meus primos que trabalhavam em uma usina. Tinha 16 anos e não tive a oportunidade de atuar no profissional. Foi uma escolha minha de recomeçar e dar o meu melhor aqui na região. Tenho muitos amigos aqui e foi essa a minha vontade de jogar no Goiás”, disse Luan.

Continua após a publicidade

No final de 2019, o jogador chegou a ser negociado com o futebol japonês, na ocasião por 1,5 milhão de dólares (6,1 milhões na antiga cotação). Luan que tinha contrato até o final de 2023, desejou conhecer outra cultura e outro país, o que motivou sua saída para o V-Varen Nagasaki. Segundo ele, não foi da forma do que prometeram.

“No primeiro ano cheguei no Japão com um planejamento do clube, mas quando vi era totalmente diferente e vi muitas coisas que não foram aquilo que prometeram para mim quando eu estava no Atlético. Foi uma preferência minha de conhecer uma cultura nova, de conhecer uma cultura nova, um país novo, mas quando cheguei, não foi nada daquilo que eu imaginava. Consegui dar a volta por cima no primeiro ano, passei dificuldades para me adaptar com a língua, mas futebol é mundial e dentro de campo a gente se adapta muito rápido. No segundo ano a opção foi do treinador, peguei treinadores japoneses e com uns você se dá bem, outros não e eu sempre tive uma mentalidade vencedora, então, não casou bem”, ressaltou o meia-atacante.

Com 31 anos, o meia chega com muita experiência e bagagem no currículo e o jogador não chegou a atuar com nenhum dos atletas que estão no Goiás, mas destacou vários deles que podem ajudar ainda mais nessa temporada em passar mais ensinamento para os jovens do clube esmeraldino.

“A gente tem uma bagagem, uma experiência muito grande, por ter passado por equipes grandes no futebol brasileiro. Joguei sete anos no Galo e seria onze anos de casa se não fosse opção minha de ter saído para ir para o Japão. A gente pode agregar com experiência para os mais jovens, no dia a dia, mostrar nossa experiência de vencedor para que a gente possa se formar uma família e um clube vencedor também e essa é a nossa mentalidade. Creio que o Bastos também pensa assim, tem o Apodi que é um cara experiente, o Tadeu, além do Élvis que vive uma fase boa aqui. Dividir essa responsabilidade com os mais jovens e que a gente possa formar uma família vencedora, conquistar títulos, fazer grandes campeonatos e esse é meu pensamento”, concluiu o novo reforço esmeraldino.

O próximo jogo do Goiás acontece na próxima quinta-feira (17), quando recebem o Morrinhos, no estádio Hailé Pinheiro, às 19h30. A partida é válida pela segunda rodada do segundo turno do Goianão 1xBet.

Confira a coletiva completa do meia-atacante Luan no canal oficial do Goiás Esporte Clube:

Veja Também