Gláuber Ramos analisa vitória antes de passar cargo para Pivetti: “Conseguimos o que foi proposto”

O Goiás venceu na noite desta quinta-feira (24), o Anápolis por 1 a 0 e assegurou na liderança do grupo A e

Postado em: 25-02-2022 às 17h20
Por: Victor Pimenta
Treinador deixou o clube na liderança do Goianão antes de novo treinador assumir | foto: Rosiron Rodrigues / Goiás EC

O Goiás venceu na noite desta quinta-feira (24), o Anápolis por 1 a 0 e assegurou na liderança do grupo A e da classificação geral, com vinte pontos conquistados. O único gol marcado da partida foi por Pedro Raúl, no segundo tempo, no Jonas Duarte.

Este foi o último jogo de Gláuber Ramos no comando do Goiás, já que ele entrega agora para o mais novo contratado Bruno Pivetti. O treinador falou sobre o trabalho até aqui e já mostrou pro novo comandante a maneira que a equipe vem atuando nos últimos jogos.

“O planejamento que fizemos desde o início, foi dado sequência e terminamos bem. Conseguimos realizar o que foi proposto, que era preparar a equipe na pré-temporada e mesmo com os jogos sequências no Campeonato Goiano, nós conseguimos fazer um bom trabalho, estando na frente da competição. Deixamos a equipe fisicamente bem montada, uma equipe que já teve variações de plataforma de jogo em que o Pivetti vai poder utilizar, temos modelos bem claros de como a equipe joga, onde dominamos mais uma vez o jogo, tivemos posse de bola e jogamos bem no total domínio das ações do jogo”, disse p técnico.

Continua após a publicidade

Perguntado na última coletiva na vitória diante da Jataiense por 3 a 0, sobre a possibilidade de atuar Nicolas e Pedro Raúl juntos e isso aconteceu nesta quinta-feira (24), na vitória por 1 a 0 no Anápolis em que a dupla iniciou como titular e Pedro foi autor do gol da vitória. O treinador elogiou a atuação de ambos, mas fez ressalvas.

“Nós conseguimos manter a equipe adversária bem recuada. Com dois centroavantes como Pedro Raúl e o Nicolas na qualidade que eles tem a gente acostuma a assustar os adversários. Eu gostei, mas acredito que possar ter um pouco mais de movimentação, um pouco mais de entrosamento, mas um entra e sai e quando um sair, o outro infiltrar. Acho que faltou um pouco disso, mas devido a equipe adversária ter ficado bem atrás, com as linhas bem baixas, raramente ele subiu as linhas, então isso dificultou um pouco, mas isso é uma maneira de jogar e pode ajudar o Goiás”, pontuou Gláuber Ramos.

A equipe esmeraldina volta a campo somente na próxima terça-feira (1), quando encaram o Sousa, às 21h30, no estádio Marizão, na Paraíba.

Confira a coletiva completa do treinador no canal oficial do Goiás Esporte Clube:

Veja Também