Após 24 anos, Vila Nova e Rio Branco voltam a se enfrentar na Copa do Brasil

Vila Nova e Rio Branco entram em campo nesta quarta-feira (02), no Estádio Florestão, às 20h, em Rio Branco-AC, em confronto válido

Postado em: 02-03-2022 às 07h00
Por: Ildeu Iussef
Tigre disputará a Copa do Brasil pela 18ª vez em sua história | Foto: Fernando Brito/Vila Nova

Vila Nova e Rio Branco entram em campo nesta quarta-feira (02), no Estádio Florestão, às 20h, em Rio Branco-AC, em confronto válido pela primeira fase da Copa do Brasil. 

Os confrontos da 1ª e 2ª fases da Copa do Brasil são em jogo único. O vencedor da partida de logo mais avança para a próxima fase. Em caso de empate, o Vila Nova se classifica por estar melhor posicionado no Ranking Nacional de Clubes da CBF.

A equipe classificada vai enfrentar na 2ª fase da Copa do Brasil 2022, o Guarani que eliminou o Maricá, do Rio de Janeiro, após vencer pelo placar de 1 a 0, com gol do Lucão do Break. Além disso, receberá uma premiação de R$ 750 mil pela classificação.

Continua após a publicidade

Vila Nova

O Tigre vai para a sua sexta participação consecutiva na Copa do Brasil, desde que voltou a disputar a competição em 2017, após um hiato de dez temporadas sem conquistar vaga no torneio. Além disso, avançar de fase na Copa do Brasil renderá uma premiação de R$ 750 mil ao Vila Nova, que recebe R$ 620 mil pela participação na 1ª fase da competição.

“A Copa do Brasil é uma competição atraente para todas as equipes pela questão financeira. Sabemos da grande responsabilidade que nós temos por conta do planejamento traçado dentro do clube, pela possibilidade que temos de passar de fase. Então, temos de estar muito atentos do início até o final do jogo”, disse o técnico Higo Magalhães.

O comandante colorado também falou a respeito da sua expectativa para o duelo diante do Rio Branco e como a sua equipe deverá se comportar dentro de campo durante os 90 minutos.

“É o jogo mais importante do ano até então. Estamos encarando como uma decisão e sabemos que teremos uma grande dificuldade lá (no Acre). O adversário, principalmente, vai fazer o jogo da vida, como nós iremos fazer. Estamos cientes de que o Rio Branco vai tentar arriscar tudo que seja importante para eles. Então, precisamos ser competentes, muito frio e letal no momento em que surgirem as oportunidades. Além disso, temos de fazer um jogo de erro zero para conseguir a nossa classificação”, avaliou.

Rio Branco

O Estrelão, como é carinhosamente chamado pelos torcedores, fará a sua 22ª participação na Copa do Brasil, torneio pela qual já enfrentou o Vila Nova, na temporada de 1998 e foi derrotado na primeira fase. Porém, um ano antes eliminou o Goiás na mesma fase, caindo nas oitavas de final, para o Flamengo depois de vencer o time carioca no primeiro jogo, feito que também alcançou em 1993, diante do São Paulo.

A última participação do Rio Branco na Copa do Brasil foi em 2019, quando acabou eliminado pelo Bahia após empatar em 2 a 2, jogando na Arena da Floresta. A equipe alvirrubra conquistou o direito de disputar a “competição mais democrática do país” graças a conquista do título estadual na temporada de 2021.

Retrospecto

De acordo com o Futebol de Goyaz, o Tigre pela terceira vez medirá forças com um time do Acre na Copa do Brasil, coincidência ou não, na 1ª fase da competição. O Vila Nova reencontra o Rio Branco após 24 anos, quando venceu por 2 a 0, com gols de Christian e Anderson Barbosa. Recentemente, em 2020, o time colorado encarou o Galvez e venceu por 1 a 0, com gol do zagueiro Adalberto.

FICHA TÉCNICA

Rio Branco x Vila Nova 1ª fase da Copa do Brasil

Data: 02 de março de 2022

Horário: 20h

Local: Estádio Florestão, em Rio Branco-AC

Árbitro: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (Fifa-MG)

Assistentes: Felipe Alan Costa de Oliveira (MG) e Magno Arantes Lira (MG)

4º árbitro: Julian Negreiros de Castro (AC)

Rio Branco: Evandro Gigante; Pêu, Yago, Ramon e Negueba; Jackson e Rabiola; Marcos Luan, Matheus Nego e Índio; Wanderson. Técnico: Marcelo Brás.

Vila Nova: Georgemy; Moacir, Rafael Donato, Renato e Bruno Collaço (Willian Formiga); Pablo Roberto, Arthur Rezende e Wagner; Matheuzinho, Rubens e Jean Silva. Técnico: Higo Magalhães.

Veja Também