Miguel Paludo escala o pelotão com autoridade em seu retorno à NASCAR

Postado em: 27-03-2022 às 11h08
Por: Ildeu Iussef
Piloto gaúcho cai para último na primeira curva e luta até terminar em nono no Circuito das Américas | Foto: JR Motorsports/ Ferrari Promo

O gaúcho Miguel Paludo novamente foi protagonista em uma corrida da NASCAR Xfinity Series. Em sua primeira participação na categoria em 2022, o heptacampeão da Porsche Cup Brasil conquistou mais um Top10 para a JR Motorsports. O nono lugar no Circuito das Américas veio com requintes de superação, uma vez que o Camaro #88 patrocinado pela BRANDT sofreu um toque na traseira logo na primeira freada da corrida de 46 voltas e rodou, despencando para o 38º e último lugar.

Corrida

Partindo de 15º no grid, Miguel se posicionou por dentro na tomada da curva 1 quando a bandeira verde foi acionada. Um concorrente atravessou o ponto de frenagem e fez contato com a traseira de seu carro, deixando o #88 na contramão. Ele ainda foi acertado na parte  dianteira esquerda por outro carro que tentava desviar.

Paludo retornou ao traçado depois de todos passarem e veio se recuperando durante todo o primeiro segmento de 14 voltas. Na terceira volta aparecia em 35º, na quarta em 33º, na sexta era 32º e entrou no top20 na 12ª passagem, favorecido pela antecipação do primeiro pit de alguns concorrentes que vinham à frente. O piloto gaúcho recebeu a bandeirada verde quadriculada em 19º e fez seu primeiro serviço de pit nas voltas de neutralização entre os segmentos.

Alinhou em 25º para o início do segundo segmento de 14 voltas e, mais uma vez, seguiu realizando ultrapassagens. Em questão de dez voltas, todas sob bandeira verde, o carro #88 da BRANDT superou oito concorrentes. Até que fez seu segundo pit a três voltas do fim do estágio, finalizado na 19ª posição.

Com as paradas de quem ficou na pista até o fim do stint intermediário e favorecido por punições de dois carros que excederam o limite de velocidade no pit-lane, Miguel Paludo alinhou seu Camaro em décimo para a relargada que iniciou o segmento final.

Espremido por fora na primeira freada, cedeu posições e aparecia em 13º quando veio a primeira amarela, por detritos na pista, na volta 34. Na relargada Paludo conquistou mais uma posição mesmo bloqueando rodas na freada da curva 1. Ele era 12º na volta 36, quando outra amarela foi acionada novamente por detritos na pista.

Então veio o que seria a última relargada da tarde no Texas, com alguns pilotos -no melhor estilo NASCAR- abusando da agressividade. Paludo partiu em 12º, por fora, e viu o carro #92 ser rodado imediatamente à sua frente no meio da curva 1. Ele tomou ação evasiva por fora e acabou ultrapassado por três concorrentes que conseguiram desviar por dentro quando o pelotão se acomodou.

Restavam seis voltas, e o brasileiro aparecia em 14º. Então novamente cumpriu a estratégia que funcionou a tarde toda: na volta 42 era 12º, na passagem seguinte herdou posição de um carro punido por abuso de track limits, na volta 44 emparelhou com Ryan Sieg e conseguiu concretizar a ultrapassagem por fora em bela manobra para entrar no top10 e, na penúltima volta, avançou para o nono lugar que levou até o final.

Após a prova o piloto fez uma avaliação da prova disputada no Circuito das Américas em Austin, no Texas. “Foi uma corrida com bastante desafios! Na volta 1 eu não vi a porrada vindo, não vi o cara atravessando a freada e não sei exatamente o que aconteceu. Mas caímos para último e procurei começar do zero. Então o nono lugar foi o melhor que nós andamos na prova e veio na hora certa, na penúltima volta. Batalhamos muito e isso é a NASCAR. Tivemos a dificuldade no começo, coisa de corrida, e lutamos até o fim. Mal posso esperar para mais duas corridas em julho”, declarou Miguel Paludo.

O piloto gaúcho agora retorna ao Brasil, para a etapa de abertura da Porsche Cup em Goiânia no próximo fim de semana. Seu próximo compromisso com o Chevrolet Camaro #88 da JR Motorsports é no dia 02 de julho, no circuito de Road America, localizado em Elkhart Lake, no estado de Wisconsin, nos EUA.

Compartilhe: