Pela segunda rodada da Sul-Americana, Dragão encara o Defensa y Justicia, fora de casa

Postado em: 12-04-2022 às 09h30
Por: Breno Modesto
O Rubro-Negro tenta conquistar, fora de casa, sua segunda vitória na Sul-Americana | Foto: Bruno Corsino/Atlético-GO

Passada a estreia no Campeonato Brasileiro, onde empatou com o Flamengo em 1 a 1, no último sábado (9), no Estádio Antônio Accioly, o Atlético Goianiense vira a chave e muda seu foco para a Copa Sul-Americana, competição pela qual entra em campo nesta terça-feira (12). Fora de casa, o time comandado pelo técnico Umberto Louzer encara o Defensa y Justicia, da Argentina, que também triunfou na primeira rodada do torneio internacional.

Para o comandante atleticano, será um grande desafio, principalmente pelo fato do adversário ter batido o Antofagasta, do Chile, fora de casa, na semana passada. Apesar disso, Louzer cita a evolução apresentada pelo Dragão nas últimas partidas. De acordo com o próprio treinador, é algo que tem agradado.

“O que tem me agradado é a evolução que a equipe tem obtido a cada partida. É lógico que são competições diferentes. Tivemos uma final de campeonato estadual, contra o Goiás, depois, estreamos na Sul-Americana, que é outra competição, e estreamos contra o Flamengo, no Campeonato Brasileiro. Agora, viramos a chave novamente. Voltamos para a Sul-Americana. Será um grande desafio, contra um adversário que ganhou fora de casa”, disse Louzer.

Já o lateral-direito Dudu falou a respeito das chances do Rubro-Negro vencer na Argentina. Na visão do camisa 2, o Defensa y Justicia é um grande adversário, que vem forte, principalmente por ter conquistado a competição em 2020, mas, mesmo assim, o time goiano tem condições de voltar da Argentina com três pontos na mala.

“(O Defensa y Justicia) é uma grande equipe, que foi um dos últimos campeões da Sul-Americana. Nós estamos num grupo muito difícil, mas temos totais condições de vencer lá (na Argentina). Foi assim no ano passado. Fizemos uma grande Sul-Americana. O que faltou foi o que já fizemos neste ano, que foi vencer em casa. Vai ser mais um jogo muito difícil e pegado, mas acredito que nós temos chances de vencer”, analisou Dudu.

Desfalques

Assim como aconteceu na vitória contra a LDU e no empate com o Flamengo, o lateral-esquerdo Arthur Henrique, entregue ao departamento médico, é desfalque. Jefferson deve continuar como titular. Além de Arthur Henrique, outro jogador não viajou para a Argentina. Com dores na panturrilha, o goleiro Renan foi vetado e ficou em Goiânia.

Em contrapartida às ausências, Umberto Louzer terá, pela primeira vez, a presença do zagueiro Noga, emprestado pelo Flamengo. Por ainda pertencer ao clube carioca, ele acabou ficando fora do compromisso no último final de semana, mas deve aparecer no banco de reservas nesta terça-feira (12).

Histórico

A partida desta terça-feira (12) será a primeira na história entre Atlético Goianiense e Defensa y Justicia. Porém, será a terceira do Dragão contra um clube argentino. No ano passado, também pela Copa Sul-Americana, o Rubro-Negro encarou o Newell’s Old Boys em duas oportunidades. Ambas pela fase de grupos do torneio. E os dois jogos terminaram empatados. Em Goiânia, empate sem gols. Já na Argentina, os times rubro-negros ficaram no 1 a 1, com o meia Danilo Gomes marcando para os goianos.

Ficha técnica

Defensa y Justicia x Atlético-GO

Data: 12 de março de 2022

Horário: 21h30

Local: Estádio Norberto “Tito” Tomaghello, em Florencio Varela (ARG)

Árbitro: Carlos Betancur (Fifa/COL)

Assistentes: Dionisio Ruíz (Fifa/COL) e Sebastian Vela (Fifa/COL)

Defensa y Justicia: Unsain; Tripichio, Frías, Juan Rodríguez e Soto; Loaiza, Fernández e Soto; Rotondi, Merentiel e Bou.

Técnico: Sebastián Beccacece

Atlético-GO: Luan Polli; Dudu, Wanderson, Edson (Ramon Menezes) e Jefferson; Baralhas, Marlon Freitas e Jorginho; Shaylon, Wellington Rato e Léo Pereira.

Técnico: Umberto Louzer

Compartilhe: