Após 16 anos, Vila Nova e Fluminense voltam a se enfrentar no Maracanã pela Copa do Brasil

Postado em: 19-04-2022 às 07h00
Por: Ildeu Iussef
Pela quarta vez em sua história, o Vila Nova jogará no Estádio do Maracanã | Foto: Comunicação Maracanã

Vila Nova e Fluminense entram em campo nesta terça-feira (19), no Estádio Jornalista Mário Filho, o Maracanã, às 21h30, no Rio de Janeiro, em confronto válido pela 3ª fase da Copa do Brasil. Ao contrário da primeira e segunda fase, que eram disputadas em jogos únicos, os confrontos da 3ª fase da Copa do Brasil são realizados em ida e volta.

Vale destacar que quem avançar do duelo entre o Tigre e o Tricolor Carioca irá garantir a vaga nas Oitavas de Final da Copa do Brasil e uma premiação de R$ 3 milhões como gratificação pela classificação.

Vila Nova

O Tigre teve pouco mais de cinco dias de preparação para encarar o Fluminense, porém o técnico Higo Magalhães não poderá contar com quatro dos oito jogadores contratados após o Campeonato Goiano.

O zagueiro Alisson Cassiano, o volante Rafinha e os atacantes Daniel Amorim e Eberê já atuaram nesta edição da Copa do Brasil por outras equipes. O regulamento da competição nacional impede que um jogador defenda mais de uma equipe na mesma edição.

O técnico Higo Magalhães declarou que o Vila Nova chega para este duelo com um elenco maduro, consciente do que pode fazer diante do Fluminense e da importância da partida para o clube.

“Independente da formatação, trabalhamos com ideias do que vamos ter como plataforma de comportamento dentro do jogo. Sabemos que vamos enfrentar uma equipe muito perigosa e com jogadores importantes. É um tipo de jogo em que todo atleta se sente motivado e quer jogar. É Copa do Brasil contra um grande adversário e com estádio cheio. Diante disso, temos o nosso planejamento, estamos bem fortes e tomara Deus que possamos ser felizes na execução”, declarou.

Fluminense

O Tricolor das Laranjeiras chega para esse duelo após uma sequência de jogos fora de casa contra o Junior Barranquilla, da Colômbia, pela Copa Sul-Americana e contra o Cuiabá pelo Brasileirão Série A. Desde o início da temporada, o tempo médio de descanso entre as partidas tem sido inferior a três dias.

Diante disso, a tendência é que o técnico Abel Braga busque amenizar o desgaste de sua equipe, por conta da sequência de jogos e competições, que já está trazendo problemas ao setor ofensivo da equipe carioca. 

Afinal, o ataque do Fluminense não balança as redes adversárias há três jogos. O Tricolor venceu o Cuiabá, com gol contra do zagueiro Paulão. As outras partidas foram diante do Junior Barranquilla, onde perdeu por 3×0 e contra o Santos, no empate sem gols pela estreia do Brasileirão.

Retrospecto

De acordo com dados do Futebol de Goyaz, Vila Nova e Fluminense já se enfrentaram em seis oportunidades e o retrospecto aponta três vitórias do Tricolor das Laranjeiras e três empates.

Na história da Copa do Brasil, Vila Nova e Fluminense já mediram forças na fase Oitavas de Final da temporada de 2006. O Tricolor Carioca eliminou o Tigre após empatar no Serra Dourada por 2 a 2 e vencer jogando no Maracanã pelo placar de 4 a 0. 

O Estádio Jornalista Mário Filho, o Maracanã, já recebeu duas partidas entre Fluminense e Vila Nova. O retrospecto no palco do jogo desta terça-feira (19) aponta dois triunfos cariocas, coincidência ou não, ambos pelo placar de 4 a 0, sendo um pelo Brasileirão Série A de 1980 e outro pela Copa do Brasil de 2006.

FICHA TÉCNICA

Fluminense x Vila Nova

Data: 19 de abril de 2022

Horário: 21h30

Local: Estádio Jornalista Mário Filho (Maracanã), no Rio de Janeiro

Motivo: 3ª fase da Copa do Brasil (Jogo de Ida)

Árbitro: Rodolpho Toski Marques (FIFA/PR)

Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Rafael Trombeta (PR)

4º árbitro: Rafael Martins de Sá (RJ)

Fluminense: Fábio; Calegari, Manoel, David Braz e Pineida; Wellington, Yago Felipe e PH Ganso; Jhon Arias, Fred e Cano. Técnico: Abel Braga

Vila Nova: Georgemy; Alex Silva, Rafael Donato, Renato e Willian Formiga; Pedro Bambu, Pablo Roberto e Arthur Rezende; Matheuzinho, Rubens e Pablo Dyego. Técnico: Higo Magalhães

Compartilhe: