Higo Magalhães fica na bronca com a arbitragem após derrota do Vila Nova

Postado em: 20-04-2022 às 10h49
Por: Ildeu Iussef
Treinador colorado questiona pênalti marcado a favor do Fluminense quando Tigre vencia a partida por 2 a 0 | Fernando Brito/Vila Nova

Após a derrota sofrida para o Fluminense, de virada, pelo placar de 3 a 2, o técnico Higo Magalhães teceu duras críticas ao árbitro Rodolpho Toski Marques (Fifa/PR). Na visão do comandante colorado, as decisões do árbitro deixaram o time irritado em campo e, principalmente, errou ao marcar pênalti em Willian Bigode, convertido por Paulo Henrique Ganso quando o Vila Nova vencia por 2 a 0.

“O juiz atrapalhou o jogo e foi perdendo o controle por inverter faltas. Isso foi enervando nosso time, que perdeu o controle. O Fluminense tem muita qualidade técnica. Mas o nosso time foi se enervando. Ele estragou o jogo. Até então, os atletas estavam cumprindo à risca nossas orientações. Mas apesar da derrota, fizemos um grande jogo. Isso nos deixa orgulhosos, pois duelamos de igual para igual”, declarou.

No entanto, o técnico Higo Magalhães fez questão de frisar que o bom desempenho da equipe mantém viva as esperanças do Vila Nova de sair classificado no jogo da volta, em Goiânia.

“Hoje, tenho certeza absoluta e durmo com a consciência tranquila, que os atletas têm sentimento em vestir a camisa do Vila e representar bem. Claro que vivemos de resultado e somos cobrados por isso, mas o que se viu hoje dentro de campo, mais uma vez, foi um time consciente, sabedor do que queria fazer em campo. Mas estamos vivos. Há o sentimento de frustração pelo o que entregamos dentro do jogo, mas a possibilidade de classificação é real”, avaliou o treinador.

Quem também ficou na bronca com a influência das decisões da arbitragem no resultado final da partida foi o volante Arthur Rezende que não poupou críticas ao árbitro Rodolpho Toski Marques.

“É lamentável o que aconteceu aqui (no Maracanã) hoje. Desde o início do jogo, o árbitro invertendo faltas. Um lance muito duvidoso, na hora do pênalti ele falou que foi nada, depois apitou e deu. Para quem estava assistindo o jogo acho que ficou bem claro isso. Nossa equipe está de parabéns, fez um grande jogo, a gente sabe que merecia um resultado melhor, mas o segundo jogo é em casa, com o apoio da nossa torcida, vamos buscar essa classificação. Contra tudo e contra todos”, disse em entrevista ao SporTV.

De acordo com o jogador, a marcação do pênalti, bastante questionável em Willian Bigode, fez os atletas vilanovenses perderem a cabeça e permitirem a reação do adversário.

“A gente fez um primeiro tempo muito bom, começamos bem também o segundo tempo, fizemos 2 a 0. Com esse pênalti duvidoso, o árbitro começou a enervar o nosso time, acabou que a gente perdeu um pouco do controle mental. O árbitro atrapalhou bastante nossa equipe”, concluiu.

Compartilhe: