Atlético Goianiense leva dois gols no fim e sofre primeira derrota na Copa Sul-Americana

O Atlético Goianiense sofreu seu primeiro revés na Copa Sul-Americana. Na noite desta quarta-feira (27), o time comandado pelo técnico Umberto Louzer foi derrotado, de virada, pelo Antofagasta, por 2 a 1.

Postado em: 27-04-2022 às 23h50
Por: Breno Modesto
No Estádio Calvo y Bascuñán, o Atlético foi derrotado, de virada, pelo Antofagasta, por 2 a 1 | Foto: Miguel Zamora

O Atlético Goianiense sofreu seu primeiro revés na Copa Sul-Americana. Na noite desta quarta-feira (27), o time comandado pelo técnico Umberto Louzer foi derrotado, de virada, pelo Antofagasta, por 2 a 1. Os gols do duelo foram marcados por Noga, para o Dragão, e Jason Flores e Manuel López para os donos da casa.

Mesmo com o resultado negativo, o Rubro-Negro se mantém na liderança de seu grupo na competição internacional. No entanto, com o complemento da rodada, pode ver o Defensa y Justicia alcançar os mesmos seis pontos que conquistou. Os argentinos, inclusive, serão os próximos adversários dos atleticanos.

O jogo

Continua após a publicidade

Mesmo jogando fora de casa e com um time modificado em relação ao que vinha sendo utilizado nas partidas anteriores, foi o Atlético Goianiense que teve a primeira oportunidade da partida. Logo aos dois minutos de jogo, Shaylon acionou Hayner. Quando o lateral ia finalizar, o goleiro Ignacio González apareceu para dividir com o defensor. No rebote, Churín chutou de perna esquerda e viu González se esticar para evitar o gol.

A resposta dos donos da casa veio apenas aos 18, quando Manuel López notou que Ronaldo estava adiantado e tentou surpreender o arqueiro brasileiro, mandando de cobertura. No entanto, a finalização não saiu como o atacante esperava e acabou ficando fácil para a defesa de Ronaldo.

O Rubro-Negro seguiu pressionando e, no finzinho do primeiro tempo, na marca de 42 minutos, Churín, aproveitando cruzamento pelo lado direito, cabeceou e obrigou o goleiro González a se esticar todo para evitar o gol.

No último lance da primeira etapa, aos 46 minutos, o Dragão tirou o zero do placar. Cobrando falta pelo lado direito, Shaylon levou a bola para o meio da área e colocou na cabeça do zagueiro Noga, estreante da noite, que se antecipou à zaga chilena e desviou para o fundo das redes de Ignacio González. O tento anotado foi o primeiro do defensor pelo Atlético.

Na etapa final, o Dragão veio com tudo e pressionou desde os primeiros minutos. A primeira chegada aconteceu aos oito, com Baralhas, que recebeu de Churín e chegou batendo. Bem colocado, González fez a defesa. Dois minutos depois, foi a vez de Churín passar para Airton, que finalizou. González apareceu mais uma vez e espalmou. No rebote, Shaylon mandou por cima do gol.

Aos 19, o Atlético perdeu uma de suas melhores oportunidades de ampliar o resultado. Airton partiu em velocidade pelo lado esquerdo e, ao chegar à linha de fundo, cruzou para Shaylon, que estava livre no meio da área. O camisa 7 pegou de primeira, mas mandou fraco e viu González aparecer outra vez e fazer a defesa.

No apagar das luzes, o Dragão foi castigado pelo alto número de gols desperdiçados. Aos 37, o árbitro José Méndez viu um pênalti de Ronaldo em Manuel López. Depois de quatro minutos de paralisação por conta de reclamação, Jason Flores pegou a bola e se encarregou da cobrança. Na batida, o atacante não deu chances a Ronaldo.

Quatro minutos mais tarde, Souper, que havia acabado de entrar, desviou um cruzamento que veio da direita e matou a defesa rubro-negra. A bola acabou sobrando para Manuel López, livre no segundo pau, que só escorou para o fundo das redes de Ronaldo e decretou a primeira derrota atleticana na Sul-Americana.

Ficha técnica

Antofagasta 2×1 Atlético-GO

Data: 27 de abril de 2022

Horário: 21h30

Local: Estádio Calvo y Bascuñán, em Antofagasta (CHI)

Gols: Jason Flores (41’/2T) e Manuel López (44’/2T) – ANT; Gabriel Noga (46’/1T) – ACG

Cartões vermelhos: Robles (51’/2T) – ANT; Hayner (51’/2T) – ACG

Árbitro: José Méndez (PAR)

Assistentes: José Villagra (PAR) e Luis Onieva (PAR)

Antofagasta: Ignacio González; Nieto, Vega, Robles e Cordero; Cuadra (Souper), Orellana e Collao; Jason Flores, Manuel López e Hurtado (Tello).
Técnico: Diego Reveco

Atlético-GO: Ronaldo; Hayner, Gabriel Noga, Ramon Menezes e Arthur Henrique (Jefferson); Édson Fernando, Baralhas (Marlon Freitas) e Shaylon (Léo Pereira); Leandro Barcia (Jorginho), Diego Churín e Airton (Wellington Rato).

Técnico: Umberto Louzer

Veja Também