Shaylon celebra prêmio individual, mas enaltece coletivo por vitória do Atlético na Sul-Americana

Na última quarta-feira (4), o Atlético Goianiense encerrou sua sequência de cinco jogos sem vencer. Jogando no Estádio Antônio Accioly, o time comandado pelo técnico Umberto Louzer derrotou o Defensa y Justicia, da Argentina, por 3 a 2, pela quarta rodada da fase de grupos da Copa Sul-Americana.

Postado em: 05-05-2022 às 17h53
Por: Breno Modesto
Shaylon foi eleito pela Conmebol como o melhor jogador da partida contra o Defensa y Justicia | Foto: Bruno Corsino/Atlético-GO

Na última quarta-feira (4), o Atlético Goianiense encerrou sua sequência de cinco jogos sem vencer. Jogando no Estádio Antônio Accioly, o time comandado pelo técnico Umberto Louzer derrotou o Defensa y Justicia, da Argentina, por 3 a 2, pela quarta rodada da fase de grupos da Copa Sul-Americana.

Autor de um dos três gols do triunfo, o meia-atacante Shaylon recebeu, da Conmebol, o troféu de “Best Of The Match”, dado pela entidade ao melhor jogador das partidas. Após o término do confronto, o camisa 7 falou a respeito da conquista individual. De acordo com ele, é bom conquistar esse tipo de prêmio, mas o mais importante eram os três pontos.

“É sempre bom conquistar troféus, conquistar prêmios (individuais). É claro que não é o mais importante. O mais importante era vencer o Defensa y Justicia, porque nós precisávamos voltar a vencer. Fico feliz por ter ajudado da melhor maneira possível, mas esse troféu é uma consequência do trabalho de todo o grupo”, disse Shaylon.

Continua após a publicidade

Já o treinador atleticano comentou a respeito da atuação coletiva do Dragão. De acordo com Umberto Louzer, o grupo entendia que precisava voltar a vencer e, no decorrer da partida, produziu muito para isso, algo que o agradou.

“Nós sabíamos que precisávamos vencer. Fizemos um excelente primeiro tempo, construindo (jogadas). Tivemos alguns momentos de dificuldades, pois não dá para dominar o oponente durante todo o tempo. Infelizmente, no momento em que nós oscilamos dentro da partida, acabamos punidos. Mas me agradou muito o que produzimos no jogo, mesmo com todas as adversidades. A gente não estava tendo resultado, mas construção e desempenho estávamos tendo mais do que os nossos oponentes”, comentou Umberto Louzer.

Outro ponto abordado por Louzer foi o clássico contra o Goiás, no próximo domingo (8), pelo Campeonato Brasileiro. Segundo o comandante, é preciso realizar uma boa preparação, como tem acontecido em todos os jogos. Mas o principal foco do Rubro-Negro é a recuperação dos jogadores, que estão com uma sequência muito grande de desgaste.

“Devemos nos preparar muito bem, assim como temos feito na preparação para todos os jogos. Todos os departamentos estão trabalhando muito bem para acelerar a recuperação dos atletas, aliados aos aparatos que o clube nos oferece. Tenho certeza de que chegaremos muito bem preparados e precisamos levar um nível de concentração muito alto. Sabemos que o desgaste mental cobra muito por causa da sequência de jogos, mas temos conseguido suportar e manter um nível de organização”, finalizou Louzer.

Veja Também