Jair Ventura analisa derrota do Goiás, mas vê evolução da equipe nos jogos: “Fizemos um bom jogo”

Postado em: 22-05-2022 às 18h00
Por: Victor Pimenta
Treinador aproveitou para explicar o porque de não relacionar volante para o confronto diante do Flamengo | foto: Fernando Lima / Goiás EC

Após três jogos invictos, o Goiás voltou a perder e para o Flamengo, no último sábado (21), no estádio do Maracanã por 1 a 0, mas apesar do resultado negativo, o time esmeraldino fez uma boa atuação, não somente segurando o poderio ofensivo rubro-negro, mas criando chances que por pouco não resultaram em gols e podendo sair até mesmo com o empate no confronto.

A surpresa de Jair Ventura começou desde a escalação do Flamengo. O treinador esperava que Paulo Sousa fosse dar uma reforçada no meio-campo, mas acabou vindo com três atacantes, sendo dois de área (Gabigol e Pedro), o que fez com que o time esmeraldino se defendesse mais do que atacasse, naturalmente.

“Lógico que todos fomos pegos de surpresa e não lógico pela qualidade da equipe do Flamengo. Minha principal dúvida é se eles viriam com Andreas ou João, mas acabaram vindo de Pedro e conseguiram pesar bastante nossa área, mas a equipe do Goiás fez um jogo taticamente bem equilibrado e eles tiveram poucas chances. Tirando o gol, Tadeu fez poucas defesas, tivemos chances claras com o Apodi, mas deixar claro que não tem vilão, ele é um dos artilheiros desde minha chegada. Ficamos triste pelo resultado, mas tivemos a bola, tivemos coragem para jogar, equilibramos o jogo no segundo tempo. A qualidade individual prevaleceu e Pedro fez o gol”, disse Jair Ventura.

Apesar do resultado ruim, Jair acredita que sua equipe fez uma boa partida. Não somente pelo placar de 1 a 0, mas que o Goiás chegou a equilibras as ações do jogo no segundo tempo e grande parte da torcida rubro-negra vaiasse o próprio time após a vitória no Maracanã.

“O resultado foi de quem mais foi eficiente, o Flamengo teve a chance do gol, a gente teve chance também e não fizemos e o Flamengo conseguiu a vitória. Volto a repetir que as vaias da torcida (do Flamengo), mostram que o Goiás fez um bom jogo”, ressaltou o técnico.

Após mais uma semana cheia em seu comando, Jair Ventura conheceu sua primeira derrota, mas vem mostrando bastante evolução em seus sistemas táticos que o mesmo utiliza sempre um diferente em cada jogo. O treinador ficou triste pelo resultado, mas feliz pela evolução que vem tendo com seus atletas.

“A gente preza muito pela semana cheia, principalmente quando um treinador chega em uma equipe nova como eu cheguei no Goiás. A gente conhece os atletas no dia a dia e como eu falei na minha apresentação, o Goiás não terá um sistema definido, teremos uma ideia e modelo de jogo definido e isso independente dos números. Vamos ter variações e hoje tivemos uma e fomos muito bem e conseguimos jogar os últimos três jogos com três zagueiros e fomos muito bem também. Fico feliz pela resposta dos atletas, eles compraram nossa ideia e o mais importante, estamos numa crescente”, disse o técnico esmeraldino.

Titular no empate diante do Atlético Mineiro e na vitória diante do Atlético Goianiense (onde acabou sendo expulso), Henrique Lordelo não pode atuar contra o Santos cumprindo suspensão e não foi sequer relacionado para o confronto diante do Flamengo. O treinador explicou o porquê.

“A única opção deu não usar o Henrique (Lordelo), foi que quando usei o Henrique, o Auremir estava machucado e durante as semanas de treino, avalio muito as semanas de treino por meritocracia e vi o Auremir em um momento melhor e por isso fiz essa escolha pelo Auremir e não o Henrique no banco de reservas. A diretoria não comentou nada comigo à respeito de renovação nenhuma e eu nem sabia disso (do fim do contrato do volante)”, concluiu Jair Ventura.

Confira a coletiva completa do treinador no canal oficial do Goiás Esporte Clube:

Compartilhe: