Atlético Goianiense sai atrás, mas busca empate e garante classificação às oitavas da Sul-Americana

O Atlético Goianiense está nas oitavas de finais da Copa Sul-Americana. A classificação para o mata-mata da competição internacional veio depois de um empate heróico, fora de casa, contra a LDU.

Postado em: 24-05-2022 às 23h41
Por: Breno Modesto
No Estádio Rodrigo Paz Delgado, o volante Baralhas fez o gol da classificação rubro-negra | Foto: Conmebol

O Atlético Goianiense está nas oitavas de finais da Copa Sul-Americana. A classificação para o mata-mata da competição internacional veio depois de um empate heróico, fora de casa, contra a LDU. No Estádio Rodrigo Paz Delgado, em Quito, no Equador, o Dragão saiu atrás, mas correu atrás e ficou no 1 a 1 com os equatorianos, avançando para a próxima fase do torneio. Baralhas, de cabeça, fez o gol da classificação. Agora, o Rubro-Negro aguarda o sorteio, que acontecerá na sexta-feira (27), para conhecer seu adversário.

O jogo

A partida no Estádio Rodrigo Paz Delgado, na altitude de 2850 metros da cidade de Quito, no Equador, começou da maneira como se imaginava. Com a LDU pressionando bastante o Atlético Goianiense. Enquanto o Dragão tinha muitas dificuldades para conseguir jogar, os Albos dominavam a posse de bola, mas sem levar perigo à meta defendida pelo goleiro Ronaldo.

Continua após a publicidade

A primeira oportunidade real do jogo aconteceu já aos 14, quando o lateral Quintero chegou ao ataque e, de fora da área, mandou uma bomba. Com muita velocidade, a bola passou perto da trave de Ronaldo. Dois minutos depois, mais uma jogada com Quintero. O defensor recebeu na ponta, avançou até a pequena área e chutou cruzado. Mais uma vez, assustando o arqueiro rubro-negro.

Os equatorianos seguiram pressionando e abriram o placar. Com 28 minutos de jogo, Hoyos, da entrada da área, mandou um balaço e acertou o ângulo de Ronaldo, que não conseguiu evitar o tento equatoriano.

Atrás no placar, Jorginho se viu obrigado a mudar sua equipe e promoveu as entradas de Airton e Diego Churín, que substituíram Shaylon e Léo Pereira, respectivamente. E, assim que entrou, o atacante argentino quase empatou. Após cobrança de escanteio, o camisa 9 subiu mais alto que todo mundo e testou firme. No entanto, a bola passou por cima do gol de Falcón. Ainda no primeiro tempo, Wellington Rato, cobrando falta pela direita, chegou a assustar o arqueiro equatoriano, que foi obrigado a tirar de soco o perigo.

No intervalo, Jorginho fez uma substituição que mudaria o destino do jogo. Amarelado, o zagueiro Ramon Menezes deu lugar a Baralhas, que seria o autor do gol da classificação atleticana. Antes que a bola do volante entrasse, o Rubro-Negro se lançou ao ataque, fazendo uma blitz na área da LDU.

Logo nos primeiros segundos da etapa complementar, Airton apareceu para mandar perto do travessão. Aos dois, após cruzamento de Jefferson para Churín, Ayala tentou cortar e quase mandou contra o próprio patrimônio. Bem atento, Falcón evitou o empate.

O Dragão foi crescendo e, aos 19, após cobrança de escanteio de Jorginho, pela esquerda, Baralhas subiu mais alto que a defesa equatoriana e tocou, de cabeça, para o fundo das redes de Falcón, que, desta vez, não conseguiu evitar o tento rubro-negro. Após o empate, o Atlético continuou atacando, enquanto que a LDU foi para o tudo ou nada. No entanto, o Dragão conseguiu segurar os equatorianos e ficou com a classificação.

Ficha técnica

LDU 1×1 Atlético-GO

Data: 24 de maio de 2022

Horário: 21h30, de Brasília

Local: Estádio Rodrigo Paz Delgado, em Quito (EQU)

Gols: Hoyos (28’/1T) – LDU; Baralhas (19’/2T) – ACG

Árbitro: Gustavo Tejera (URU)

Assistentes: Nicolas Taran (URU) e Martin Soppi (URU)

LDU: Gonzalo Falcón; Zaid Romero, Luis Caicedo, Luis Ayala e José Quintero; Ezequiel Piovi, Joao Ortiz (Jefferson Arce) e Michael Hoyos; Nilson Angulo (Nnachi), Alexander Alvarado (Bryan de Jesús) e Tomás Molina.

Técnico: Luis Zubeldía

Atlético-GO: Ronaldo; Hayner, Wanderson, Ramon Menezes (Baralhas) e Jefferson; Édson, Marlon Freitas e Jorginho (Edson Fernando); Shaylon (Airton), Wellington Rato (Rickson) e Léo Pereira (Diego Churín).

Técnico: Jorginho

Veja Também