Alisson Cassiano enxerga pressão como algo normal na Segundona

Postado em: 25-05-2022 às 20h15
Por: Breno Modesto
Contra o Grêmio, no próximo domingo (29), o zagueiro Alisson Cassiano deve seguir no time titular do Vila Nova | Foto: Roberto Corrêa/Vila Nova FC

Na última sexta-feira (20), o técnico Dado Cavalcanti fez sua estreia à frente do Vila Nova. Logo de cara, o novo comandante vilanovense promoveu duas alterações no time titular do Tigre. E uma delas foi a entrada do zagueiro Alisson Cassiano no sistema defensivo do Colorado.

O defensor, que já havia trabalhado anteriormente com o treinador, passou segurança em sua atuação diante da Chapecoense e deve ser mantido entre os titulares para o confronto contra o Grêmio, no próximo domingo (29), no Estádio Serra Dourada.

Por conta da vitória do CRB, na terça-feira (24), o Vila Nova perdeu uma posição e chegará pressionado ao próximo compromisso, já que entrou na zona de rebaixamento da Série B do Campeonato Brasileiro. Apesar disso, Cassiano cita que, em um campeonato difícil como é a Segundona, todos os jogos são de muita pressão, independentemente da posição das equipes na tabela de classificação.

“Eu acredito que, em um campeonato difícil, como esse que nós estamos jogando, a pressão não se desvincula dos jogos. Independentemente se você estiver na parte de cima (da tabela de classificação) ou na atual situação que nós encontramos hoje, ela sempre vai existir. Um atleta tem de estar preparado para lidar com isso. Eu acredito que nada melhor do que um jogo onde tivemos uma semana inteira para trabalhar e implementar as novas ideias e entender os novos conceitos. É o ideal para fazermos um grande jogo”

Coincidentemente, o jogo contra o Tricolor Gaúcho será um dia após o aniversário de Alisson, que completará 28 anos no sábado (28). De acordo com o zagueiro, será um momento especial, pois enfrentar grandes equipes, como é o Grêmio, próximo de uma data tão importante, é um momento marcante na carreira de qualquer atleta, o que não será diferente para ele.

“Foi um momento especial ter entrado em campo na última partida. A gente trabalha para isso. Para ter as oportunidades e, quando tivermos, fazer o nosso melhor. E era para isso que, igual ao restante do grupo, eu estava trabalhando. E será um momento especial. Ainda que não fosse o final de semana do meu aniversário. Enfrentar grandes equipes é sempre um momento especial na carreira de qualquer atleta. E, para mim, não é diferente. Espero conseguir desempenhar o meu melhor papel, assim como a equipe, para conseguirmos o resultado que precisamos, que estamos buscando e que eu acho que nós merecemos”, finalizou Alisson Cassiano.

Compartilhe: