Em jogo que vale vaga no Play-off, Fabrício aposta em seu histórico de gol diante SD Logroñés para auxiliar o Celta de Vigo

Postado em: 27-05-2022 às 21h00
Por: Redação
Na última partida entre as equipes, o Celta Vigo, time do atacante brasileiro superou o rival por 3 a 2 | foto: Divulgação / Celta Vigo

No próximo sábado acontece a última rodada da Segunda B, da Espanha. No total quatro times sobem para a Liga Adelante, dois deles já estão definidos: Racing Santander e FC Andorra. As outras duas vagas serão definidas em dois Play-offs de cada chave. Os campeões de cada Play-off também ascendem de divisão.

Quem depende apenas de si para avançar aos Play-off é o Celta de Vigo II. A equipe conta com o atacante Fabrício, em seu elenco. Ele foi emprestado pelo Grêmio ao clube espanhol no segundo semestre de 2021 e desde então vem construindo uma história positiva na Espanha. Fabrício tem 29 jogos e seis gols marcados pelo Celta de Vigo II.

Um dos tentos de Fabrício foi justamente contra o próximo rival do Celta, que será SD Logroñés. Na oportunidade, a equipe do atacante brasileiro superou o rival por 3 a 2. Neste sábado, as equipes medem força na casa do SD Logroñés. Se vencer, o Celta de Vigo II garante classificação sem depender de outros resultados. A equipe está em quarto lugar com 60 pontos, um a mais que Rayo Majadahonda e UD Logrõnés, dois a mais que o Unionistas de Salamanca e três a mais que o Real Unión.

Para os play-offs classificam-se do segundo ao quinto lugar. Deportivo La Coruña (segundo colocado) e Racing Ferrol (terceiro colocado) já estão garantindo. Fabrício admitiu que o clima no Celta para a decisão é bastante positivo. “Todos estão confiantes por essa classificação. Vamos buscar nossa vitória sem depender de outros resultados. Guardo boas lembranças do SD Logrõnés. Meu primeiro gol pelo Celta foi diante deles. Espero ajudar com mais um gol”, admitiu o camisa 23.

Com 21 anos, Fabrício se sente bem adaptado ao Celta de Vigo. “O início de temporada foi um pouco duro para mim. Teve a dificuldade do estilo de jogo, além, claro, do idioma. Mas, depois, consegui me adaptar a tudo e venho fazendo boas partidas, com gols. O mais importante, sempre, é ajudar o time”, finalizou.

Compartilhe: