Líder de desarmes no Brasileirão, Bruno Silva reencontra o Botafogo e espera repetir o feito de 2021

Postado em: 10-06-2022 às 16h10
Por: Victor Pimenta
Bruno Silva acredita que sua experiência facilita no quesito de roubadas de bola | foto: Vitor Silva/Botafogo

Dos dez jogos do Avaí no Campeonato Brasileiro, o volante Bruno Silva esteve presente em nove compromissos. Segundo o site de estatísticas, Footstats, ele lidera um quesito importante na Série A: os desarmes. O camisa 8 do Leão da Ilha já roubou vinte e oito bolas, uma média de mais de três desarmes por partida.

Com 230 jogos na elite do futebol brasileiro, Bruno Silva acredita que sua experiência facilita no quesito de roubadas de bola.

“Estou com 35 anos e estou disputando minha 11ª Série A. Conheço os atalhos e hoje me sinto muito bem fisicamente para realizar os desarmes. Temos ainda mais 28 batalhas pela frente. Espero atuar a maioria dessas partidas para fechar o Brasileirão como o maior ladrão de bolas da competição”, admitiu o volante avaiano.

Na próxima segunda-feira, às 19h, no estádio Engenhão, Bruno Silva reencontrará um velho conhecido. Trata-se do Botafogo, clube no qual fez cento e doze jogos e foi eleito para compor a seleção do Brasileirão de 2017. No ano passado, Bruno Silva brilhou ao enfrentar o Botafogo no Engenhão e marcou um dos gols da vitória avaiana por 2 a 1, em confronto válido pela Série B.

“Tenho um respeito enorme pelo Botafogo. Minha melhor fase na carreira foi lá, inclusive entrando para a seleção do Campeonato Brasileiro. Mas, todos sabem também do carinho que tenho pelo Avaí, clube que me projetou nacionalmente. Em 2021 rolou a famosa lei do ex diante do Botafogo. Consegui fazer um gol numa vitória que foi fundamental para o nosso acesso à Série A. Esse ano é mais um confronto direto contra eles. Se não der para fazer novamente um gol, que eu consiga ter uma boa atuação e possa ajudar o Avaí a sair do Rio de Janeiro com um grande resultado”, finalizou.

Compartilhe: