Luiz Fernando crê que Atlético Goianiense pode surpreender o Palmeiras, fora de casa

Na próxima quinta-feira (16), o Atlético Goianiense volta a campo pelo Campeonato Brasileiro. Fora de casa, o time comandado pelo técnico Jorginho enfrenta o Palmeiras.

Postado em: 15-06-2022 às 15h11
Por: Breno Modesto
O atacante Luiz Fernando foi titular nas últimas duas partidas do Atlético Goianiense no Brasileiro | Foto: Bruno Corsino/Atlético-GO

Na próxima quinta-feira (16), o Atlético Goianiense volta a campo pelo Campeonato Brasileiro. Fora de casa, o time comandado pelo técnico Jorginho enfrenta o Palmeiras. Apesar de ter pela frente o líder da competição nacional, o sentimento no elenco rubro-negro é de que o Dragão pode conquistar um resultado positivo no Allianz Parque, como cita o atacante Luiz Fernando.

“Aqui dentro (do elenco), nós entendemos que nossas chances são grandes, pois sabemos do nosso potencial. Estamos cientes de que podemos chegar lá (no Allianz Parque) e fazer um grande jogo e conquistar o resultado positivo. Estamos fazendo um grande trabalho nesses dias, nos treinamentos, para ir lá e fazer uma boa partida”, disse Luiz Fernando.

Titular nos últimos dois jogos, Luiz Fernando diz que ainda pode melhorar o futebol que tem apresentado. De acordo com ele, nos treinamentos e jogos, tem procurado evoluir para chegar ao seu máximo.

Continua após a publicidade

“Acredito que eu ainda posso melhorar. A cada dia que passa, seja nos treinamentos ou nos jogos, estou procurando evoluir até o meu máximo, para poder ajudar o Atlético Goianiense. Eu creio que ainda não joguei o suficiente, porque sei da minha capacidade e sei que posso dar um pouco mais. E eu venho trabalhando para que isso aconteça dentro de campo”, comentou o atacante.

Sobre o trio de ataque formado com Diego Churín e Wellington Rato, Luiz Fernando diz que joga ao lado de dois grandes jogadores e que, nos treinos, o que Jorginho pede para o trio e que se movimente, buscando jogadas, como o “facão” e aparecendo para o jogo.

“Tem sido muito bom. Eu já tinha jogado com o (Diego) Churín, no Grêmio. O (Wellington) Rato eu também já conhecia. Ele é um cara fora do normal, que é muito inteligente e que joga muito. Jogar do lado dele é fácil. E o professor Jorginho tem pedido para que nos movimentarmos bastante ali, fazendo o “facão”, aparecendo para o jogo. E, a cada treino, estamos melhorando nosso entrosamento, para nos firmar no time titular”, finalizou Luiz Fernando.

Veja Também